Abraão e Deus

[ Histórias da Bíblia ]
Hoje eu vou falar de um homem que tem uma história bem conhecida e sua biografia é longa mas vou trazer apenas algumas partes e nós veremos como ele  teve um relacionamento especial com Deus.

  Imagine que ele se chamava Abrão, era filho de Terá e tinha uma esposa chamada Sarai. (Gênesis 11. 27.30).
Eles não eram mais jovens e Sarai era estéril, não podia ter filhos.
Um dia, Deus falou com Abrão e lhe disse assim: 

"Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.
E farei de ti uma grande nação, abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome e tu serás uma bênção.
E abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem e em ti serão benditas todas as famílias da terra." 

Assim partiu Abrão como o Senhor lhe tinha dito e Ló foi com ele. Abrão era da idade de setenta e cinco anos quando saiu de Harã."
(Gênesis 12. 1 ao 9)

Olha que coisa linda quando Deus fala com o homem e lhe faz promessas.
Abrão tinha sua família, ele era um homem rico, pois tinha bens, mas também ele era um homem obediente ao Senhor.
Deus só precisou falar uma vez com ele e ele prontamente obedeceu.
E por que ele era assim? 
Porque era um homem de fé - ele cria no Deus que falava com ele.


Um outro dia o mesmo Deus falou com Abrão em visão e lhe disse:

"Não temas, Abrão,  eu sou o teu escudo, o teu grandíssimo galardão."

Naquela altura, Abrão já estava ficando preocupado porque ainda não tinha nenhum filho mas Deus mais uma vez reforçou a promessa que já havia feito a ele: 

"Então o levou fora e disse: Olha agora para os céus e conta as estrelas, se é que as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua descendência.
E creu ele no Senhor, imputando-lhe isto por justiça."
(Gênesis 15. 1ao 7)

O Deus de Abrão falou com ele em uma noite estrelada e lhe prometeu uma incontável descendência.
Não importavam as circunstâncias daquele momento. Abrão CREU.
Ele creu mais uma vez na promessa do Senhor.


Deus muda o nome de Abrão

"Sendo, pois, Abrão da idade de noventa e nove anos, apareceu o Senhor a Abrão e disse-lhe:

Eu sou o Deus Todo-Poderoso, anda em minha presença e sê perfeito.

E não se chamará mais o teu nome Abrão, mas ABRAÃO será o teu nome; porque por pai de muitas nações te tenho posto;
E te farei frutificar grandissimamente, fazendo com que nações e reinos saiam de ti;"
(Gênesis 17. 1 ao 8)


Chegou o dia: 

O nascimento de Isaque

"E o Senhor visitou a Sara, como tinha dito e fez o Senhor a Sara como tinha dito.
E concebeu Sara e deu a Abraão um filho na sua velhice, ao tempo determinado, que Deus lhe tinha falado.
E Abraão pôs no filho que lhe nascera, que Sara lhe dera, o nome de Isaque."
(Gênesis 21. 1 ao 8)

Deus cumpriu a sua promessa na vida de Abraão.
Ainda que fosse mesmo difícil de acreditar porque ele e sua mulher já eram velhos, mas não há nada difícil para o Deus de Abraão. 
(Gênesis 18.14)

Isaque chegou  e cresceu.
Então um dia, aconteceu isto:

"E aconteceu depois destas coisas, que provou Deus a Abraão e disse-lhe: Abraão! E ele disse: Eis-me aqui.
E disse: Toma agora o teu filho, o teu único filho, Isaque, a quem amas e vai-te à terra de Moriá e oferece-o ali em holocausto sobre uma das montanhas que eu te direi.
Então se levantou Abraão pela manhã de madrugada e pôs sela em seu jumento, tomou consigo dois de seus moços e Isaque seu filho; partiu a lenha para o holocausto, levantou-se e foi ao lugar que Deus lhe dissera.
Então falou Isaque a Abraão seu pai e disse: Meu pai! E ele disse: Eis-me aqui, meu filho! E ele disse: 
Eis aqui o fogo e a lenha, mas onde está o cordeiro para o holocausto?
E disse Abraão: Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto, meu filho. Assim caminharam juntos.

E chegaram ao lugar que Deus lhe dissera e edificou Abraão ali um altar e pôs em ordem a lenha e amarrou a Isaque seu filho e deitou-o sobre o altar em cima da lenha.
E estendeu Abraão a sua mão e tomou o cutelo para imolar o seu filho;

Mas o anjo do Senhor lhe bradou desde os  céus, e disse: Abraão, Abraão! E ele disse: Eis-me aqui.
Então disse: Não estendas a tua mão sobre o moço e não lhes faça nada; porquanto agora sei que temes a Deus e não me negaste o teu filho, o teu único filho.
Então levantou Abraão os seus olhos e viu um carneiro atrás dele, travado pelos seus chifres, num mato; então Abraão tomou o carneiro e ofereceu-o em holocausto, em lugar de seu filho.

E chamou Abraão o nome daquele lugar: O Senhor proverá; por isso se diz até o dia de hoje: No monte do Senhor se proverá."
(Gênesis 22)

Deus já conhecia Abraão. Sabia de sua fé e de sua obediência à Ele.
Mas um dia, o Senhor em sua soberania e perfeita vontade, quis colocá-lo à prova.
Deus provou a fé de Abraão e hoje conosco não é diferente.
Se o Senhor quiser nos provar: amém.
Olha o exemplo de Abraão:
Primeiro vem a obediência e a fé.
Depois: o Senhor proverá.

Esta é a história de um herói da fé.
Um homem que foi um ser humano como qualquer outro mas que teve vários diferenciais:
A FÉ E A OBEDIÊNCIA A DEUS.
e tudo isso foi honrado pelo Senhor.

"E Abraão expirou, morrendo em boa velhice, velho e farto de dias e foi reunido ao seu povo;"
(Gênesis 25.8)

----------------------------------------------------------------------------------------
 
"Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, indo para um lugar que havia de receber por herança, e saiu sem saber para onde ia.
Pela fé habitou na terra da promessa, como em terra alheia, morando em cabanas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa.
Porque esperava a cidade que tem fundamentos, da qual o artífice e construtor é Deus."
(Hebreus 11. 8 ao 10)


O que Deus disse de Abraão:

"Porque eu o tenho conhecido e sei que ele há de ordenar a seus filhos e à sua casa depois dele, para que guardem o caminho do Senhor, para agir com justiça e juízo;"
(Gênesis 18. 19)


O Deus de Abraão é também o nosso Deus. O mesmíssimo Deus.
O que muda são as pessoas e as épocas mas ELE NUNCA MUDA.
Quando nos lembrarmos de Abraão, não vamos pensar somente nas promessas.
Pensemos primeiro em como Abraão foi um servo fiel e obediente ao seu Deus e como a sua fé nunca falhou. 
Mesmo que a realidade lhe mostrasse outra coisa, ele preferiu acreditar no dono de tudo.
E nada foi em vão. Cada passo que ele deu, em cada lugar que andou, ele foi guardado e ajudado pelo Criador.

O Deus de Abraão é um Deus que cumpre suas promessas e nos provê tudo o que precisarmos:
não importa o tempo pois Ele é o dono do tempo, não importa se a morte já está próxima pois Ele é o dono da vida e não importa se é impossível porque Ele é o Senhor de tudo.

Em Deus vale a pena confiar.




Comentários