João Batista e Jesus

 Hoje a história é sobre João Batista.

É a última história da série "Histórias da Bíblia"

Quando escolhi as histórias desta série, resolvi que ia somente até João Batista. Pois é, o único personagem do Novo Testamento que vai entrar. 

Foram cerca de 15 personagens bíblicos mas este não é o último post da série.

Na próxima quinta-feira, se Deus quiser, vou trazer o post de encerramento com a CONCLUSÃO

Vou recordar cada personagem e cada história e o principal a LIÇÃO que aprendemos com cada um deles. Não é que vou contar novamente. Não. Será somente uma retomada de forma resumida e vou também deixar os links de cada post. Não perca.

Já adianto que amei escrever essa série. E também aprendi muito. A palavra de Deus é incrível não é? 


E agora vamos ver a história de João, o batista. Sim, aquele que batizava as pessoas no rio Jordão.

E por que eu coloquei também o nome de Jesus no título do post junto a João? 

Porque não dá para falar de João sem mencionar Jesus não é mesmo?

Pois foi ele quem veio antes e preparou o caminho para o Messias.

E João, em suas pregações, não deixava de citar o Senhor. 

Olha só um trecho de uma de suas pregações: 


"E, NAQUELES dias, apareceu João o Batista pregando no deserto da Judeia,

E dizendo: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus." 

(Mateus 3. 1-2) 



QUEM ERA JOÃO? 


"Porque este é o anunciado pelo profeta Isaías, que disse: Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas.

E este João tinha as suas vestes de pelos de camelo e um cinto de couro em torno de seus lombos; e alimentava-se de gafanhotos e de mel silvestre. 
Então ia ter com ele Jerusalém, toda a Judeia e toda a província adjacente ao Jordão; 
E eram por ele batizados no rio Jordão, confessando os seus pecados."

(Mateus 3. 3 ao 6) 

João Batista foi o escolhido por Deus para anunciar a vinda de seu Filho.
Ele foi o precurssor do Messias.
E João tinha bem ciência disso.
Veja o que ele disse:

"E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo." 

(Mateus 3.11) 


JOÃO E JESUS

E o encontro desses dois hein? 
João batizou Jesus!!

Imagine a cena: 
João estava lá em sua missão, pregando, anunciando o reino dos céus e batizando o povo quando chega Jesus para ser batizado por ele também.
João ficou perplexo. 
Ele já sabia quem era Jesus. 
Ué, como assim? 

JOÃO BATIZA JESUS

"Então veio Jesus da Galileia ter com João, junto do Jordão, para ser batizado por ele.
João opunha-se-lhe, porém, dizendo: Eu careço de ser batizado por ti e vens tu a mim? 
Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele o deixou.
E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele. 
E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo." 

(Mateus 3. 13 ao 17) 

Jesus, o nosso Salvador, estava iniciando o seu ministério aqui na terra e para nos dar o exemplo, foi batizado também.
O batismo nas águas que João realizava, era para o arrependimento, para remissão de pecados.
Mas nós sabemos que o Senhor nunca pecou e portanto, não precisava se batizar.
Porém, ele quis cumprir a justiça divina.
Foi até João ser batizado por ele.
Quando terminou, veio a confirmação dos céus: Jesus recebeu o Espírito Santo e a voz do Pai o declarou seu Filho.

A PREGAÇÃO DE JOÃO BATISTA 

João Batista continuou o seu ministério de pregação e batismo.
As suas palavras eram duras verdades: 

"Dizia, pois, João à multidão que saía para ser batizada por ele: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira que está para vir? 
Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento (...) 

E a multidão o interrogava, dizendo: Que faremos, pois? 
E respondendo ele, disse-lhes: Quem tiver duas túnicas, reparta com o que não tem e quem tiver alimentos, faça da mesma maneira. 
E chegaram também uns publicanos, para serem batizados e disseram-lhe: Mestre, que devemos fazer? 
E ele lhes disse: Não peçais mais do que o que vos está ordenado. 
E uns soldados o interrogaram também, dizendo: E nós que faremos? E ele lhes disse: A ninguém trateis mal nem defraudeis, e contentai-vos com o vosso soldo."

(Lucas 3) 

João não escondia a verdade de ninguém. 
Ele falava para os religiosos da época, falava para as pessoas do povo e transmitia o recado divino até para os reis.
Quer ver? 

JOÃO E HERODES 

"Porquanto o mesmo Herodes mandara prender a João e encerrá-lo amarrado no cárcere, por causa de Herodias, mulher de Filipe, seu irmão, porquanto tinha casado com ela.
Pois João dizia a Herodes: Não te é lícito possuir a mulher de teu irmão."

(Marcos 6. 17-18) 

Homem que é enviado por Deus e tem a autoridade do Espírito Santo em sua vida, não tem medo de dizer a verdade.
Seja para quem for.
Custe o que custar.
No caso dele, essa repreensão dada ao rei, lhe custou sua cabeça. 

Mas não importa. O que foi dito, foi dito.
Era errado, e muito errado o rei casar-se com a mulher de seu próprio irmão. 
João Batista ao reprovar tal comportamento, despertou um ódio mortal... 

JESUS FALA DE JOÃO 


Aquele que cumpre o seu chamado nesta terra e não tem medo de dizer a verdade (na direção divina, claro) e anunciar a palavra de salvação aos rebeldes, é honrado por Deus porque Ele reconhece quem é fiel. 

Vejamos o que Jesus um dia disse de João Batista: 

"E, partindo eles, começou Jesus a dizer às turbas, a respeito de João: Que fostes ver no deserto? (...) 
Ou que fostes ver? Um homem ricamente vestido?
Ou então que fostes ver? Um profeta? Sim, vos digo eu, e muito mais do que profeta; 
Porque é este de quem está escrito: Eis que diante da tua face envio o meu anjo, que preparará diante de ti o teu caminho. 

Em verdade vos digo que, entre os que de mulher têm nascido, não apareceu alguém maior do que João o Batista; (...) 
E, se quereis dar crédito, é este o Elias que havia de vir. 
Quem tem ouvidos para ouvir, ouça." 

(Mateus 11. 7 ao 15) 


A MORTE DE JOÃO BATISTA 


Agora voltando lá a questão do rei Herodes que tinha mandado prender João pois não gostou de ser repreendido por ele.
E sabe quem mais desenvolveu por João um ódio mortal? 
A mulher com quem Herodes havia se casado: Herodias.

"E Herodias o espiava e queria matá-lo, mas não podia. 
Porque Herodes temia a João, sabendo que era homem justo e santo; guardava-o com segurança e fazia muitas coisas, atendendo-o, e de boa mente o ouvia. 

E, chegando uma ocasião favorável em que Herodes, no dia dos seus anos, dava uma ceia aos grandes, aos tribunos e príncipes da Galileia, 
Entrou a filha da mesma Herodias, dançou e agradou a Herodes e aos que estavam com ele à mesa. 
Disse então o rei à menina: Pede-me o que quiseres e eu to darei. 
E jurou-lhe, dizendo: Tudo o que me pedires te darei, até metade do meu reino. 
E, saindo ela, perguntou a sua mãe: Que pedirei? E ela disse: A cabeça de João o Batista.
E, entrando logo, apressadamente, pediu ao rei, dizendo: Quero que imediatamente me dês num prato a cabeça de João o Batista. 

E o rei entristeceu-se muito; todavia, por causa do juramento e dos que estavam com ele à mesa, não lha quis negar. 
E, enviando logo o rei o executor, mandou que lhe trouxessem ali a cabeça de João. E ele foi, e degolou-o na prisão;
E trouxe a cabeça num prato e deu-a à menina, e a menina a deu a sua mãe. 
E os seus discípulos, tendo ouvido isto, foram, tomaram o seu corpo, e o puseram num sepulcro."

(Marcos 6. 19 a 29) 

O homem de Deus pagou o preço pela verdade mas a sua missão foi cumprida.
Jesus ao saber da notícia da morte de João, dá para perceber que ele ficou triste:

"E Jesus, ouvindo isto, retirou-se dali num barco, para um lugar deserto, apartado; (...)

(Mateus 14.13) 

Não é para menos.
Eles se conheciam, eram amigos e tinham quase a mesma idade.
Vou finalizar esta história somente colocando alguns pontos semelhantes e outros diferentes, entre eles, na ocasião do nascimento de cada um: 


JOÃO E JESUS 


- NASCIMENTO

O nascimento dos dois foi anunciado por um anjo.

A mãe de João já era bastante idosa; se chamava Isabel.
A mãe de Jesus, por sua vez, era bem nova; chamava-se Maria.
Estas duas mulheres eram servas do Senhor e tementes a ele.

O anjo Gabriel falou de Isabel para Maria.

Maria, já grávida de Jesus, foi visitar Isabel. 

Maria, mãe de Jesus entoou um cântico.
E Zacarias, o pai de João, quando seu filho nasceu, cantou também.


MINISTÉRIO DE JOÃO E JESUS

Antes de iniciarem os seus ministérios aqui na terra, a Bíblia relata uma breve menção acerca do crescimento deles: 

Sobre João: 
"E o menino crescia, e se robustecia em espírito. E esteve nos desertos até ao dia em que havia de mostrar-se a Israel."

(Lucas 1.80) 

Sobre Jesus: 
"E crescia Jesus em sabedoria, em estatura e em graça para com Deus e os homens." 

(Lucas 2.52) 


Depois disso, a Bíblia não dá mais informações sobre o período da vida deles anterior ao ministério.

CONCLUSÃO

Não dá para negar a íntima relação entre João Batista e Jesus Cristo não é mesmo? 
Suas histórias estiveram relacionadas desde o nascimento. 
E não poderia ser diferente porque tudo fazia parte do plano divino.
João veio um pouco antes do Salvador justamente para preparar o caminho, preparar o coração das pessoas, anunciando que o reino de Deus estava próximo e fazendo referências ao Messias.

João foi um homem corajoso e comprometido com a sua missão.
Ele viveu de forma bem simples neste mundo e o seu compromisso era com a verdade.
Ele não teve medo porque o Espírito Santo estava sobre ele.   

Que nós possamos aprender com a história de João.
O Deus dele é o nosso Deus.
João deixou-nos o exemplo do arrependimento, do batismo nas águas e da palavra de verdade.
E tudo isso era apenas o começo...
De um grande plano de salvação...
Ele preparou o caminho do nosso Salvador.

"E aconteceu que, ao ouvir Isabel a saudação de Maria, a criancinha saltou no seu ventre, e Isabel foi cheia do Espírito Santo. 
E exclamou com grande voz e disse: Bendita és tu entre as mulheres e bendito o fruto do teu ventre. 

E de onde me provém isto a mim, que venha visitar-me a mãe do meu Senhor?
Pois eis que, ao chegar aos meus ouvidos a voz da tua saudação, a criancinha saltou de alegria no meu ventre." 

(Lucas 1. 41 ao 45) 


Para saber sobre o anúncio e nascimento de João Batista, leia o livro bíblico de 
Lucas - capítulo 1.

É realmente uma história adorável.



Comentários