A paixão de Cristo

Post com alguns trechos que relatam o sofrimento de Jesus, o Filho de Deus. Sua paixão e morte por nós, pecadores.

Mateus 26
Jesus no Getsêmani
36. Então chegou Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani e disse a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto vou além orar.
37. E, levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se muito.
38. Então lhes disse: A minha alma está cheia de tristeza  até a morte; ficai aqui e velai comigo.
39. E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres.

A Prisão de Jesus
47. E, estando ele ainda a falar, eis que chegou Judas, um dos doze, e com ele grande multidão com espadas e varapaus, enviada pelos príncipes dos sacerdotes e pelos anciãos do povo.
48. E o que o traía tinha-lhes dado um sinal, dizendo: O que eu beijar é esse; prendei-o.
49. E logo, aproximando-se de Jesus, disse: Eu te saúdo, Rabi; e beijou-o.

O Sinédrio Julga a Jesus
66. Que vos parece? E eles, respondendo, disseram: É réu de morte.
67. Então, cuspiram-lhe no rosto e lhe davam socos, e outros o esbofeteavam,

Mateus 27
A Zombaria dos Soldados
28. E, despindo-o, o cobriram com uma capa de escarlate;
29. E, tecendo uma coroa de espinhos, puseram-lha na cabeça, e em sua mão direita uma cana, então ajoelhando diante dele, o escarneciam, dizendo: Salve, Rei dos judeus.
30. E, cuspindo nele, tiraram-lhe a cana e batiam-lhe com ela na cabeça.

A Crucificação de Jesus 
33. E, chegando ao lugar chamado Gólgota, que se diz: Lugar da Caveira,
34. Deram-lhe a beber vinagre misturado com fel, mas ele, provando-o, não quis beber.
38. E foram crucificados com ele dois salteadores, um à direita, e outro à esquerda.

A Morte de Jesus
46. E perto da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lama sabactani; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?
50. E Jesus, clamando outra vez com grande voz, rendeu o espírito.


Vimos que o sofrimento do Mestre começou cedo, ainda antes de ser preso e julgado. Ele como ser humano, temeu o calvário pelo qual iria passar. Ele ficou muito triste e angustiado, como qualquer um de nós se sentiria estando no lugar dele.
Até aí Jesus ainda estava com os seus discípulos. Ele tinha a companhia daqueles homens e podia expressar seus sentimentos com eles mas nem isso foi fácil porque eles estavam com sono e não puderam ajudar o Mestre.

Então Judas, que era um discípulo seu também, chega com muitas pessoas para o prender.
Tudo já havia sido combinado antes, com os sacerdotes e anciãos do povo. Até mesmo a quantia que Judas receberia por entregar o seu mestre. Sim, ele foi um traidor.
Prenderam Jesus e o levaram para o sinédrio. Os onze discípulos fugiram.
Lá,o filho de Deus foi duramente interrogado. Buscavam algo contra ele para o condenarem à morte mas ele era inocente.
Mesmo assim, Jesus apanhou no rosto, foi cuspido e humilhado.
Eles tinham muita raiva dele por causa de sua palavra, de suas verdades e de seu exemplo.
Pilatos, o governador romano, não entendia por que queriam tanto matar aquele homem tão simples e do bem mas cedeu ao apelo da multidão e o entregou para ser crucificado.
Jesus ainda foi açoitado.
Foi pregado em uma cruz entre dois ladrões que pagavam pelos seus pecados mas Jesus nunca havia cometido nenhum mal á ninguém.
Sofrendo na cruz, ainda enfrentou zombarias e provocações.
Foi traído, abandonado e a sua dor e sofrimento foram tão grandes que ele sentiu-se também desamparado por Deus, o seu Pai.

Ele morreu mas a missão foi cumprida
O seu sacrifício na cruz do Calvário estava nos planos de Deus.
Ele aceitou passar por tudo isso porque o seu amor por nós era maior e ele queria nos salvar.
O seu sangue inocente foi derramado para que hoje pudéssemos ser perdoados e amados.
E assim demonstrou um amor tão grande capaz de mudar a história do mundo.

Te amo Jesus. 

Aceite Jesus Cristo em tua vida, Ele é o Salvador de tua alma.






Comentários