"Cristo e o Apocalipse" - Cartas às Igrejas (Filadélfia e Laodiceia) Final

 [ Série Bíblica: Cristo e o Apocalipse - Cartas às igrejas - Final ] 

Hoje se chega ao fim esta série bíblica com as duas últimas cartas escritas à igrejas da Ásia: Filadélfia e Laodiceia - conforme revelação divina dada ao apóstolo João quando ele estava exilado na ilha de Patmos. 
E nós já sabemos que a mensagem não é do homem mas de Cristo. Aquele que se entregou por nós, ressuscitou dos mortos e hoje está à direita de Deus. A palavra é dele, a Igreja é dele e a exaltação e julgamento vem dele também. 

 Mensagem à Filadélfia 

"E anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi; o que abre e ninguém fecha, e fecha e ninguém abre: 
Eu sei as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta e ninguém a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra e não negaste o meu nome.
Eis que farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus e não são, mas mentem: Eis que eu farei que venham e adorem prostrados a teus pés, e saibam que eu te amo.
Porque guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra.
Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.
A quem vencer, eu o farei  coluna no templo do meu Deus e dele nunca sairá; escreverei sobre ele o nome do meu Deus e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.
Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas." 

Aí está o recado de Jesus Cristo para a igreja de Filadélfia
O Senhor conhece as suas obras e que ainda, mesmo com pouca força, esse povo não deixou de guardar a sua palavra e nem negou o seu santo nome. 
Sabe o que isso significa? 
Significa FIDELIDADE. Ser fiel a Cristo mesmo no pouco, mesmo com dificuldades. 
Quando somos fiéis a Ele, Ele nos honra.
O Senhor promete a essa igreja exaltação e vitória. 
Uma porta aberta, que não se fechará. Livramento da grande tribulação e reconhecimento por parte dos falsos, de que o Senhor ama e está com os fiéis.

Mas, ainda cabe um alerta: 
"Eis que venho sem demora..." 
Cristo nunca deixa de avisar a sua igreja de que ele está perto.
Ele vem, sem demora.
Por isso a vigilância é necessária, em todos os momentos.
E guardar, o que se recebeu da parte dele, para não perder.
Não perder a "coroa" por causa disso ou por causa daquilo.
Para quem vencer e for fiel até o fim, a recompensa será linda e gloriosa lá no céu.
Aquele que promete tudo isso é fiel. 



Mensagem à Laodiceia 

"E ao anjo da igreja que está em Laodiceia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus: 
Eu sei as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! 
Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.
Como dizes: Rico sou, estou enriquecido e de nada tenho falta; mas não sabes que és um desgraçado, miserável, pobre, cego e nu; 
Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças, e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas.
Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso e arrepende-te.
Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa, com ele cearei e ele comigo.
Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci e me assentei com meu Pai no seu trono.
Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas." 

E quando Cristo contempla uma igreja e, ao examinar as suas obras, constata que não é uma coisa e nem outra? 
Assim aconteceu com o povo de Laodiceia. Uma cidade rica e com desenvolvimento avançado (bancos, escolas de medicina e comércio têxtil) mas a igreja local carecia de riqueza espiritual. 
A vida espiritual daquele povo estava "morna" - quer dizer, estava parada, não tinha o calor do Espírito Santo. Eles eram cristãos indiferentes, negligentes e também, coniventes com o pecado. E ainda, estavam CONFORMADOS com a sua lamentável situação. E tudo isso, é INTRAGÁVEL para o Senhor.
Ele não tolera e nunca vai tolerar um povo assim - que acha que não precisa mais dele ou que se sente acima de qualquer correção.

Pode ter a riqueza material que for mas diante de Deus é um ser pobre, miserável e em degradante situação.
Quem está como a igreja de Laodiceia precisa se render ao Senhor: pois Ele sim é o dono de tudo e o que mais importa é a questão espiritual.
Como estamos diante de Cristo? 
Com "roupas brancas" ou "nu"? Estamos "cegos" ou com visão espiritual? 

Quem acha que não precisa mais da graça e da misericórdia divina, deve recorrer ao Senhor antes que seja tarde.
Se arrepender, pois, ele repreende e castiga a quem ama.
E que bom é ser amado por ele não é?
Ele corrige porque quer nos ver na glória.

E ele vai continuar falando e "batendo à porta" dos corações.
Quem ouvir a sua voz e abrir essa "porta", terá a sua maravilhosa companhia.
E quem vencer, terá o galardão na glória.

"Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas." 

Textos bíblicos: 
Apocalipse 3. 7 ao 22  

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Esta série "Cristo e o Apocalipse" - Cartas às igrejas termina aqui mas se você perdeu algum post - clique nos links abaixo:  




E o Especial "Dezembro para Jesus" continua aqui no blog.
Nesta semana teremos mais mensagens para fechar o ano de 2020.
Não perca!! 









Comentários