Dalila, Jezabel...

 Hoje vou falar sobre 4 mulheres que não procederam bem seja por causa de atitudes que tiveram seja pelo seu estilo de vida. 
Elas são citadas na bíblia, e assim como na série Mulheres... são alguns dos exemplos que há.
Dentre elas, 2 eram do povo de Deus e 2 eram de povos pagãos. São elas: a mulher de Ló; a mulher de Jó; Dalila e Jezabel.  

MULHER DE LÓ

era sobrinho de Abraão e morava na cidade de Sodoma.
Ele era um homem rico e influente, casado e tinha 2 filhas.
A cidade de Sodoma era um lugar sofisticado e "avançado" em termos culturais e também na libertinagem sexual.
Tanto é que chegou num ponto em que os pecados daquele povo chegou até Deus: 
"Disse mais o Senhor: Porquanto o clamor de Sodoma e Gomorra se tem multiplicado e  porquanto o seu pecado se tem agravado muito,
Descerei agora e verei se com efeito têm praticado segundo o seu clamor, que é vindo até mim..."
Por causa disso, Deus resolveu destruir aquelas duas cidades: Sodoma e Gomorra.  
Mas, e o que ia acontecer com o pobre Ló, sendo ele um homem justo?
Quanto a isso, ele não precisava se preocupar. O Deus em quem ele cria e servia era um DEUS FIEL E JUSTO.
O seu juízo viria sim, contra os obstinados pecadores, mas Ló e a sua família, seriam poupados.
Foi então que, quando a destruição se aproximava, o Senhor enviou dois anjos seus para tirar Ló de Sodoma:
"E ao amanhecer os anjos apertaram com Ló, dizendo: Levanta-te, toma tua mulher e tuas duas filhas que aqui estão, para que não pereças na injustiça desta cidade.
Ele, porém, demorava-se e aqueles homens lhe pegaram pela mão, e pela mão de sua mulher e de suas duas filhas, sendo-lhe o Senhor misericordioso.
Assim o tiraram para fora da cidade."

Foi um pouco difícil, pois não sabemos por que Ló estava demorando tanto para deixar sua casa (ele e sua família podiam estar apegados à casa e aos pertences e quem sabe não foi a própria mulher o motivo de sua demora) mas enfim saíram e os anjos ainda lhe advertiram: 
"Escapa-te por tua vida; não olhes para trás de ti e não pares em toda esta campina..." 

Deus aguardou Ló chegar numa pequena cidade "Zoar" para julgar Sodoma e Gomorra: 
"Então o Senhor fez chover enxofre e fogo, desde os céus, sobre Sodoma e Gomorra; 
E destruiu aquelas cidades e toda aquela campina e todos os moradores daquelas cidades e tudo o que nascia da terra.
E a mulher de Ló olhou para trás e ficou convertida numa estátua de sal."

Qual tinha sido uma das ordens de Deus para Ló e para quem estava com ele?
"... não olhes para trás de ti..."
A mulher de Ló, porém, ignorou esse aviso e ao que parece, ela não estava totalmente grata pelo grande livramento e mesmo sabendo do juízo divino, ela olhou para trás - como se estivesse sentindo falta de algo.
Ela não teve mais chance. 
Acabou por perecer juntamente com aquele povo.
Decerto ela estava mais preocupada com a casa, os bens materiais e tudo o que tinha deixado para trás do que com sua própria vida e salvação.
A mulher de Ló não deve ser esquecida: pelo contrário. O próprio Jesus cita ela:
"Lembrai-vos da mulher de Ló."
E por que ela deve ser lembrada?
Para que não façamos como ela: ignorar os avisos de Deus, fazer pouco da salvação de nossa alma em prol das coisas materiais.
Temos que caminhar e nosso destino final não é aqui. Afinal, um dia tudo aqui irá se acabar mesmo.
*********************************

A MULHER DE JÓ

também era um homem muito rico (o maior de todo o Oriente) e ele tinha ainda um grande diferencial: "era sincero, reto, temente a Deus e desviava-se do mal."
Ele era muito feliz com a sua família, pois tinha a benção divina e era dono de muitas posses materiais.
O que Jó podia querer mais?
Mas um dia, tudo mudou. Ele acabou perdendo tudo: seus 10 filhos, todo o seu gado e também toda a sua saúde. 
Somente lhe restou a sua fé em Deus e uma mulher inconformada com todos aqueles infortúnios.
Mesmo com muita dor em seu corpo e em sua alma, Jó sabia que o seu Deus não havia mudado. Ele sabia que o seu Deus continuava sendo justo e fiel. Mas sua mulher não pensava do mesmo jeito.
Muito pelo contrário: ao invés de apoiar o seu marido num momento tão complicado, ela abriu a sua boca para afrontar Jó e o próprio Deus.
Vendo que ele continuava sendo fiel e não tinha aberto a sua boca para reclamar do Senhor, ela lhe diz:  
"Ainda reténs a tua sinceridade? Amaldiçoa a Deus e morre."
Essa foi a "ajuda" que a insensata mulher de Jó ofereceu a ele. 
Para ela, tudo estava acabado. Além de ter perdido os filhos e a riqueza, ela também perdeu a fé e a esperança.
Então Jó lhe responde:    
"Como fala qualquer doida, falas tu; receberemos o bem de Deus e não receberíamos o mal?"
Ao passo que Jó foi fiel e paciente, sua mulher demonstrou ser superficial, interesseira e infiel.
Para ela, só valia a pena servir ao Senhor enquanto tudo estivesse bem. No momento da provação e das perdas, Deus não servia mais.
Certamente que foi muito duro tudo o que eles passaram mas Deus nunca abandona os seus.
Que em momentos difíceis não venhamos agir como essa mulher agiu porque imagine só se Jó tivesse seguido o conselho dela?
Ele teria tido vitória???
*************************** 

DALILA

Dalila vivia entre os filisteus (um povo inimigo de Israel) e levava uma vida seguindo os princípios de seu povo pagão (culto a deuses falsos).
Um dia, ela conheceu o forte Sansão. Aquele homem que era admirado e temido pela grande força que tinha.
Sansão era do povo de Israel e portanto, inimigo dos filisteus. Inclusive, ele já tinha derrotado e matado muitos deles.
Mas Sansão e Dalila acabaram se envolvendo romanticamente.
O forte Sansão sempre teve uma queda por mulheres estrangeiras, prostitutas...
Enquanto que ele estava apaixonado por ela, Dalila não resistiu a uma proposta dos líderes de seu povo: 
"Investiga-o para ver em que consiste a sua grande força, e como poderíamos dominá-lo e amarrá-lo, para assim o afligirmos; e te daremos, cada um de nós, mil e cem moedas de prata." 

Era muito dinheiro prometido a Dalila caso ela conseguisse descobrir o segredo de Sansão. 
Logo, ela entrou em ação para conquistar o seu prêmio.
"Declara-me, peço-te, em que consiste a tua grande força, e com que poderias ser amarrado para te poderem derrotar." 

Dalila já havia seduzido e conquistado Sansão mas arrancar esse segredo dele não foi fácil.
Ela por sua vez não desistiu e tentou isso por 3 vezes. 
Até que chegou o momento em que, se armando de astúcia e fingimento, disse a ele: 
"Como dirás: Tenho-te amor, não estando comigo o teu coração? Já três vezes zombaste de mim e ainda não me declaraste em que consiste a tua força."
E mesmo diante da recusa de Sansão, Dalila continuou com o seu plano perverso:   
"E sucedeu que, importunando-o ela todos os dias com as suas palavras e molestando-o, a sua alma se angustiou até a morte. 
E abriu-lhe o seu coração..." 

Dalila persistiu na sedução e na manipulação até que conseguiu o que queria. Ela entregou o seu amante nas mãos dos seus piores inimigos e aí foi o fim de Sansão: sem os seus cabelos (que fora rapado) e consequentemente sem a força divina em sua vida, ele foi entregue à vontade dos filisteus que arrancaram seus olhos e o condenaram ao total escárnio.
Dalila entrou para a história como uma mulher sem escrúpulos que agiu de forma perversa e traiçoeira objetivando apenas o dinheiro. 
Ela não demonstrou, em nenhum momento, nenhuma afeição ou compaixão por Sansão.
Pensou apenas em si e com tal comportamento, teve parte na destruição de milhares de seu povo quando depois Sansão derrubou o templo dos filisteus matando ele próprio e parte do povo que estava lá.
Hoje há muitas mulheres que se comportam como Dalila. 
Usam o poder de sedução para atrair, enganar, roubar e mesmo matar o seu próximo.
Sansão não vigiou e se deixou levar pelo charme de Dalila assim como também muitos homens hoje em dia. Certamente, optar por uma "Dalila" não é uma boa escolha. 
Mas a lição fica: 
Se a mulher não tem escrúpulos e se os seus valores e princípios são invertidos ou mesmo inexistentes, ela pode levar um homem (ou muitos, como diz no livro de Provérbios - sobre a mulher imoral) à morte.  
*******************************

JEZABEL

Jezabel era de família real e casou-se com o rei Acabe (de Israel). Ela era de outro povo e servia outros deuses.   
A sua influência levou Acabe ainda mais para longe do Deus verdadeiro.
Jezabel era uma mulher má, perversa e não titubeava em tirar do seu caminho quem não lhe agradasse.
Foi assim que ela ordenou a morte de muitos profetas de Israel:
"Porque sucedeu que, destruindo Jezabel os profetas do Senhor..."   

E quando o profeta Elias confrontou os profetas de Baal (o deus que eles adoravam), e os venceu, Jezabel ao ficar sabendo disso, mandou um aviso de ameaça para Elias: 
"Assim me façam os deuses, o que bem quiserem, se de certo amanhã a estas horas não puser a tua vida como a um deles." 

Jezabel era uma rainha idólatra e perigosa. Ela fez o povo de Israel pecar contra Deus e se voltar para os falsos deuses. Tudo tinha que ser como ela queria.
Além de não temer o Deus verdadeiro, ela fazia os outros se desviarem do caminho certo. 

Um dia, o seu esposo, que era o rei Acabe, inventou de cobiçar a propriedade alheia.   
Nabote, um homem justo e do bem, tinha uma vinha que era herança de família e que ficava ao lado do palácio real.
Então Acabe chegou para ele e lhe fez uma proposta: em troca da vinha de Nabote, este poderia escolher entre uma vinha melhor ou o seu valor em dinheiro.
Mas Nabote não aceitou e lhe disse:   
"Guarde-me o Senhor de que eu te dê a herança de meus pais." 

Pronto. Como uma pessoa mimada, o rei Acabe voltou para o palácio com muita raiva e desgosto. Deitou-se na cama e nem comer quis mais.
Quando Jezabel lhe perguntou o que ele tinha e ele lhe falou qual era o motivo de estar daquele jeito, ela prontamente lhe disse: 
"Governas tu agora no reino de Israel? Levanta-te, come pão e alegre-se o teu coração; eu te darei a vinha de Nabote..." 

Então ela colocou em prática um terrível plano:
Escreveu cartas em nome do rei e as enviou aos anciãos e aos nobres daquele lugar determinando que fosse feito um jejum e que Nabote fosse julgado diante do povo.
E ainda: que dois homens testemunhassem contra ele - dizendo que Nabote havia blasfemado de Deus  e do rei.
E qual seria a pena aplicada ao pobre Nabote? A morte por apedrejamento.
Assim foi feito. Um homem inocente, por ser fiel aos seus princípios e valores, foi morto de forma cruel.
Porém o seu sangue recaiu sobre Acabe e Jezabel, pois DEUS É JUSTO.

O tempo passou. Jezabel não deu sinais de arrependimento de seus pecados.
Até que chegou o seu final.
A palavra de Deus se cumpriu e ela foi morta: jogada do alto, atropelada, os cães comeram a sua carne e nem teve como ser sepultada.
"E o cadáver de Jezabel será como esterco sobre o campo, no pedaço de Jezreel, de modo que não se possa dizer: Esta é Jezabel."  

A vida e o fim trágico de Jezabel já nos explicam muita coisa, dentre elas o seguinte:  

"Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará."
gálatas 6.7  

E a palavra de Deus conforme vemos na Bíblia assim como nas muitas histórias relatadas de pessoas reais, vale tanto para o homem quanto para a mulher.
Deus ama e se importa com todos, porém NUNCA DEIXA DE SER JUSTO.
Ao ler a bíblia, como nós aprendemos, não é verdade?  

Obrigada por sua visita e por sua leitura.
A mensagem divina é para todos nós.

Textos bíblicos citados: 
Gênesis 18 e 19 
Lucas 17.32
Jó 1 e 2 
Juízes 16
I Reis 18 - 19 e 21
II Reis 9. 30 até 37  
Consulta: 
A Bíblia da Mulher (Sociedade Bíblica do Brasil)
*********************************
Para ler a série bíblica Mulheres da Bíblia clique aqui.  







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SALMO 46 - A Fé Perfeita em Deus

Salmo 6 - " Davi recorre à misericórdia de Deus e alcança perdão "

SALMO 91 - LIVRAMENTO