O início e o fim de Jó

 Hoje eu vou falar sobre mas não sobre o seu  sofrimento e sim sobre como tudo começou e terminou em sua vida - conforme relata a Bíblia. 
Sabe aquele dizer "Coloque Deus no início e ele cuidará do fim"? Isso se aplica muito à vida de Jó, pois foi justamente o que ele fez.
A sua história começa contando que ele era um homem que escolheu servir a Deus. Ele tinha família, muitas riquezas (o maior do Oriente) e também era "sincero, reto, temente a Deus e desviava-se do mal".
Jó tinha tudo o que um ser humano poderia desejar e ainda contava com a benção divina em sua vida. Jó foi até mesmo elogiado pelo próprio Deus como o único homem na terra que se portava com integridade. 

Ele tinha tamanha devoção ao Senhor que chegava a se preocupar com o comportamento de seus filhos, caso viessem a cometer algum pecado: 

"E iam seus filhos à casa uns dos outros, faziam banquetes cada um por sua vez...
Sucedia pois, que decorrido o turno de dias de seus banquetes, Jó os santificava e se levantava de madrugada, para oferecer holocaustos segundo o número de todos eles; porque dizia Jó: Talvez pecaram meus filhos e amaldiçoaram a Deus no seu coração. Assim fazia Jó continuamente." 

Jó não era um homem que fazia o que era certo hoje e amanhã fazia algo errado. De forma nenhuma. A Bíblia diz que ele era fiel o tempo todo. A sua integridade e submissão a Deus fazia parte de seu ser e de sua vida continuamente.
Ele foi um homem que colocou Deus no início. 



Veio a provação - ele foi atacado por Satanás com a permissão do Senhor.
E assim Jó teve que passar por todo tipo de sofrimento: perdeu todos os seus bens, perdeu todos os seus 10 filhos, e por fim, perdeu ainda, toda a sua saúde.

O seu sofrimento não foi pequeno não. Ainda teve que aguentar o desprezo e incompreensão de sua mulher e as acusações de três amigos. 

Mas Jó era FIEL. 
Ele não era uma pessoa inconstante em sua fé e que servia a Deus somente pelas bençãos.
Não. Mesmo acontecendo tudo isso em sua vida, ele continuou sendo fiel e temente ao Senhor. 
Mesmo enfrentando muita dor e vivendo momentos de intensa tristeza e amargura, Jó conhecia o Deus que ele servia e portanto, O adorava.

E qual foi o fim de Jó?
Qual foi o resultado de sua fidelidade ao Senhor? 

Nós já sabemos, não é mesmo? 
O seu fim não foi a morte e nem a derrota.  
O fim de Jó foi ainda melhor do que o seu começo.
Pois, Deus cuidou direitinho de seu fim.

Você imagine que ele venceu na vida.
Foi curado, restaurado e teve toda a sua riqueza de volta - acrescentada ao DOBRO.  
Teve outros 10 filhos e ainda viveu mais 140 anos de vida, chegando a conhecer os seus netos, bisnetos... 

Isso sim é vencer na vida. 
Não é ter somente uma família, amigos e conquistas materiais mas ter consigo O DONO DE TUDO ISSO.
Vencer na vida é obter vitória em todos os momentos vencendo o mal e recebendo a benção e o livramento do Senhor.
Jó tinha família, amigos, riquezas e ainda era verdadeiramente feliz.

"E o Senhor virou o cativeiro de Jó, quando orava pelos seus amigos, o Senhor acrescentou, em dobro, a tudo quanto Jó antes possuía.
E assim abençoou o Senhor o último estado de Jó, mais do que o primeiro..."  

Com Deus, o fim é ainda melhor do que o começo.
Faça como Jó: 
Ponha Deus no início que ele cuidará de seu fim. 
Se vier os ataques e as perdas, tudo será restituído em dobro. 

"Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido." 

"Porque eu sei que o meu Redentor vive e que por fim se levantará sobre a terra."  

"Coloque Deus no início e ele cuidará do fim." 

Texto bíblico: 
Livro de Jó


Comentários