Jesus e a mulher adúltera

 [Série Bíblica: Gratidão, Jesus] Olá, dando  continuidade à esta série hoje nós veremos, mais uma vez, como JESUS é incrível e tão maravilhoso. Ele sempre nos surpreende.
E se você não leu o primeiro post da série, clique aqui para ler.
O post de hoje fala sobre amor, compaixão. É uma história bíblica conhecida mas se prepare porque Deus sempre tem algo novo em Sua palavra para nos dizer e certamente você será tocado/a pelo divino Espírito Santo.   

A mulher     

Aquela mulher estava vivendo a sua vida da forma que ela achava que poderia viver.
Certamente ela já tinha marido, era casada e podia ter filhos. 
Mas resolveu viver uma "nova aventura" em sua vida e assim, acabou por praticar o ato de adultério.  
Ela devia conhecer a Lei judaica mas só conhecer a Lei não foi o suficiente para impedi-la de pecar. 
Quando veio a "oportunidade", ela não resistiu aos desejos carnais e se entregou a um homem que não era o seu marido. 

Os fiscais da Lei 

Quando fazemos algo errado, violamos alguma lei, sempre vai ter alguém que irá presenciar tal fato. De perto ou de longe, querendo ou não mas sempre alguém acaba vendo.
E com essa mulher não foi diferente.
Na verdade, já havia os fiscais da lei que andavam a procura dos erros dos outros. E eles não sossegavam enquanto não achavam alguém para apontar o dedo, acusar, julgar.

Esses "fiscais" viviam inclusive "fiscalizando" o próprio Jesus, o Filho de Deus.
Em todo o tempo eles usavam os seus olhos e os seus ouvidos para ver se "apanhavam" Jesus cometendo algum erro.

Foi então que encontraram aquela mulher praticando o adultério e eles não perderam tempo e a levaram até Jesus.
Agora com a mulher em "suas mãos" os fiscais da lei queriam ver a reação do Mestre para ter motivos para O acusarem também.

Jesus  

Mas mal eles sabiam que estavam de frente com o Senhor de toda e qualquer lei.
Jesus não somente conhecia toda a Lei de Moisés como também era um fiel cumpridor dessa lei e Senhor de tudo.
Quando esses fiscais colocaram a mulher adúltera em Sua frente, Ele simplesmente os ignorou e se inclinando, escrevia na terra.
Jesus não dá atenção para um pecador acusando outro pecador. Pois, Ele conhece cada coração e cada intenção.  

E como os escribas e fariseus ("fiscais" da lei) insistissem, Jesus se endireitou e disse-lhes: 
"Aquele que dentre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela." 
 Não adianta tentar enganar Jesus vivendo uma vida religiosa de aparências mas tendo o coração "sujo" e mau.   
Não adianta se achar melhor do que os outros pecadores porque você não adultera, não rouba, não mata MAS se você condena e julga os outros está cometendo pecado também.

Todos somos pecadores e imperfeitos. A mulher adúltera pecou mas os seus acusadores tinham graves pecados também.
Quando Jesus respondeu sobre "atirar a pedra quem não tem pecado", ele voltou a inclinar-se e escrever na terra.
E assim: "acusados pela consciência, saíram um a um, começando pelos mais velhos até aos últimos; ficou só Jesus e a mulher que estava no meio." 

Quando Jesus fala, Ele toca profundamente o nosso coração.
Ao ouvirmos a Sua voz nós reconhecemos o quanto somos falhos e pecadores e que por isso somos iguais aos nossos "irmãos" e estamos todos na mesma condição.

Os escribas e fariseus não tiveram outra alternativa senão se retirarem dali envergonhados. 
Ninguém mais ousou dizer nada e tampouco continuar acusando aquela mulher. 

Jesus sempre vai ser MAIOR do que qualquer lei e qualquer religião.
Pois, na verdade, Ele veio cumprir a Lei e abolir toda e qualquer religiosidade.
Ele é muito maior do que isso e o Seu amor e compaixão é maior do que qualquer pecado. 

arte/blog 


Jesus e a mulher   

"E, endireitando-se Jesus e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? 
E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai e não peques mais." 

Ali ficou somente Jesus e a mulher adúltera. 
E esse foi o melhor lugar que aquela mulher deveria estar: diante de Jesus, diante do Salvador. O único que poderia perdoar o seu pecado e lhe dar uma nova chance.
Na verdade os fiscais da lei a levaram ao lugar certo: aos pés de Jesus, pois Jesus é a solução para o pecado.

O único que a poderia condenar NÃO a condenou.  
O único que poderia lhe atirar pedras, jamais faria isso.
Ali, naquele lugar e naquele momento, aquela mulher pecadora encontrou a salvação. E o perdão que ela recebeu marcou a sua vida para sempre.
Imagine como ela se sentiu.
Imagine a gratidão que brotou em seu coração ao se deparar com tanta misericórdia e amor. 
Jesus a compreendeu.
Ele não a questionou por ter adulterado. Não a desprezou mas a tratou com respeito e dignidade, pois Jesus é assim.  
Ele não nos trata como o "homem" trata. Jesus não quer ver o nosso fim, antes, Ele sempre nos dá uma nova chance e a oportunidade de um recomeço, mediante a Sua graça.
E Ele só nos pede: "não peques mais" pois o pecado "aprisiona" e ilude e o Senhor nos chama para sermos livres de toda e qualquer "prisão" e ilusão. 

Ao se encontrar com Jesus a mulher adúltera conheceu um outro lado da vida.  
Pois, até então ela só conhecia lei e pecado, acusação e condenação mas agora, com Jesus, ela finalmente soube que a vida é muito  mais do que isso.  
Aquela mulher soube que o seu destino final não estava nas mãos de homens pecadores mas que havia um Salvador e que somente Ele poderia a condenar ou inocentar.  
E Ele não a condenou mas sim perdoou o seu pecado.
Ela agora estava livre de verdade e protegida por Aquele que está acima de tudo.

Gratidão, Jesus 

O que essa mulher diria? 
A Bíblia não relata mas ela pode ter lhe agradecido com um "obrigada" ou simplesmente ter ido embora sem dizer nada MAS nós sabemos que o seu coração estava inundado de gratidão.
E se fosse para ela contar a sua história ou escrever algumas palavras, certamente ela diria: "Gratidão, Jesus. Você me salvou, me livrou dos meus acusadores e me perdoou. Sou  eternamente grata a ti, Senhor Jesus." 

Jesus veio para SALVAR.
Salvar os perdidos, perdoar pecados e livrar da morte.
Ele sempre vai nos SURPREENDER e nos dar não aquilo que merecemos mas o que mais precisamos. 

Você também não acha que tem motivos para ser grato/a a Ele?
Qual foi o erro, qual foi o pecado que você cometeu? 
Certamente Ele já sabe mas você precisa ir até Ele, chegar aos Seus pés (em oração, de coração) para ouvir a Sua voz e receber não uma sentença de morte mas o perdão de seus pecados e uma nova chance para recomeçar. Pois, para o pecador o Filho de Deus oferece misericórdia.

Jesus nos perdoa e nos defende dos nossos perseguidores.    
Ele é o nosso Salvador. 
Só nos resta ser muito grato mesmo. 
Gratidão, gratidão Jesus.

Texto bíblico: João 8. 1 ao 11.

Esta série continua na próxima quinta-feira.
Aguardo você aqui e muito obrigada pela visita.

Jesus é demais!  💖💖💖




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SALMO 46 - A Fé Perfeita em Deus

Salmo 6 - " Davi recorre à misericórdia de Deus e alcança perdão "

SALMO 91 - LIVRAMENTO