Os sonhos de José

 [Série Bíblica: Deus realiza sonhos - Parte I] Olá! É com grande alegria que inicio hoje a primeira série bíblica deste ano aqui no blog. Janeiro é um mês de planejamento e por que não sonhar e acreditar nos nossos sonhos. O que impede, ou melhor, quem vai impedir algo de se realizar se isso provém de Deus? 
Podemos sonhar e ir em busca de nossos objetivos, pois o que já está determinado por Deus ninguém pode frustrar. Não importa o que aconteça ou aonde vamos parar.
É o que veremos hoje na história de José.
Onde seus sonhos o levaram.  

Mas antes, eu te pergunto: 

E você?
Está preparado para sonhar e conquistar? 

Os sonhos de José

José 

"E lembrou-se Deus de Raquel, ouviu-a e a tornou fértil.  
E ela concebeu e deu à luz um filho e disse: Tirou-me Deus a minha vergonha.
E chamou-o José, dizendo: O Senhor me acrescente outro filho."
(Gênesis 30. 22 ao 24)

Os pais de José chamavam-se Jacó e Raquel. 
José tinha outros 10 irmãos mais velhos do que ele e um irmão caçula, Benjamim. 

José ainda era bem jovem (17 anos) mas já ajudava no trabalho de apascentar ovelhas juntamente com seus irmãos.
E desde esse período nós já percebemos o quanto José era responsável com seus afazeres e fazia as coisas da forma correta e justa, ao contrário de seus irmãos: 

"...Sendo José de dezessete anos, apascentava as ovelhas com seus irmãos; (...) porém, José trazia más notícias deles a seu pai." 

1ª Lição de José:

- Não importa a sua idade. Faça o que deve ser feito da maneira correta.
Não se deixe influenciar nem mesmo por pessoas da sua família. 

Jacó tinha um apreço especial por José, pois além de ser dos mais novos, era um filho obediente, respeitoso e seu pai podia contar com ele pra tudo. 
Mas o comportamento de José e o grande amor que seu pai tinha por ele, despertou o ódio de seus irmãos. 

Os sonhos de José

E tudo só piorou quando José começou a contar os sonhos que estava tendo.
Aí ficou tenso: 

"E disse-lhes: Ouvi, peço-vos, este sonho, que tenho sonhado:
Eis que estávamos atando molhos no meio do campo, então vi que o meu molho se levantava, e também ficava em pé, sendo que os vossos molhos o rodeavam e se inclinavam diante do meu molho."  

"... Por isso ainda mais o odiavam por seus sonhos e por suas palavras." 

Mas José não se intimidou e contou outro sonho que teve: 

"Eis que tive ainda outro sonho; e vi que o sol, a lua e onze estrelas se inclinavam diante de mim."

2ª Lição de José:

- Além de sonhar, José acreditava nos seus sonhos.
Tanto acreditava, que ele contava a sua família o que tinha sonhado.
Contar ou não os teus sonhos é uma decisão pessoal e isso certamente não irá interferir se eles serão realizados ou não. 
José escolheu contar e teve que aguentar a hostilidade de seus irmãos:

"Seus irmãos, pois, o invejavam; seu pai porém guardava este negócio no seu coração." 

A sua vida, o seu comportamento e os seus sonhos podem provocar em outras pessoas raiva e ódio, inveja ou até mesmo desprezo. Não importa. José passou por tudo isso, vindo de seus próprios irmãos.
Mas ele continuou sendo o mesmo José de sempre: trilhando o caminho correto.  




Obstáculos na vida de José 

Um dia, quando Jacó enviou José para supervisionar seus irmãos, ele foi e então a sua vida mudou para sempre. 
Ao verem-no de longe, os sentimentos sombrios que tinham por José, emergiram fortemente:

"... conspiraram contra ele para o matarem.
E disseram um ao outro: Eis lá vem o sonhador-mor!" 

A pedido do irmão mais velho, Rúben, não mataram José mas o jogaram numa cova e foram comer pão.
Quando viram viajantes que iam para o Egito, Judá, outro irmão, deu a ideia de vender José a esses comerciantes.
Então José foi vendido pelos seus irmãos por 20 moedas de prata.

Imagine a dor que o jovem José deve ter sentido, principalmente em relação ao seu velho pai, que tanto o amava e agora eles estariam separados, talvez para sempre.
Ser vendido pelos próprios irmãos é algo muito difícil. Olha só a "barra" que ele teve de suportar.
Chegando ao Egito, José foi vendido a Potifar, capitão da guarda de Faraó.

Mas, mesmo em terra estranha, José continuou sendo o mesmo jovem íntegro de sempre:

"E o Senhor estava com José e foi homem próspero; e estava na casa de seu senhor egípcio.  
José achou graça em seus olhos e servia-o; então ele o pôs por mordomo de sua casa e entregou na sua mão tudo o que tinha.
E deixou tudo o que tinha na mão de José, de maneira que nada sabia do que estava com ele..." 

3ª Lição de José: 

Não importa o que aconteça ou para onde você vá: Continue sendo íntegro.
Cumpra os seus deveres e faça o seu melhor, pois Deus será com você em tudo.
No caminho dos teus sonhos, mesmo com obstáculos e adversidades, há honra e vitória para quem é fiel a Deus. 

José continuou sua vida no Egito, sendo excelente em tudo o que fazia, até que a mulher de Potifar começou assediá-lo.
José, claro, não cedeu mas ela continuava a insistir e ele lhe disse:

"... como pois faria eu tamanha maldade e pecaria contra Deus?

E aconteceu que, falando ela cada dia a José e não lhe dando ele ouvidos, para deitar-se com ela e estar com ela..." 

Até que essa mulher "arma" pra cima de José e ele precisa fugir para se desvencilhar dela. 
O resultado disso foi José parar na prisão acusado injustamente de tentativa de estupro (pela calúnia que a mulher de Potifar levantou contra ele - sendo ela a culpada). 

4ª Lição de José: 

Não importa de onde vem o assédio ou a tentação. Não caia nessa armadilha. 
Não negocie os teus valores e princípios por nada.
Não prejudique o teu próximo e nem peque contra Deus.
E ponto.

Imagine se José tivesse cedido. A sua desgraça seria certa e nem Deus iria livrá-lo.
Caiu no laço do pecado já sabe: destruição de sonhos e de vida.

Na prisão, José continuou sendo o mesmo de sempre: 

"O Senhor, porém, estava com José e estendeu sobre ele a sua benignidade e deu-lhe graça aos olhos do carcereiro-mor.
E o carcereiro-mor entregou na mão de José todos os presos que estavam na casa do cárcere, de modo que ele ordenava tudo o que se fazia ali." 

José se destacava por onde passava e sempre ocupava posições de liderança, pois ele tinha competência para isso.  
E o seu Deus não o deixou em nenhum momento. Antes, o abençoou em tudo.
Coisa boa é viver nesta terra e ter a benção do Senhor em nossa vida: 

"... porquanto o Senhor estava com ele e tudo o que fazia o Senhor prosperava." 

Ainda na prisão, José interpretou os sonhos de 2 ex-funcionários de Faraó.
E conforme a interpretação, tudo aconteceu, pois vinha de Deus: 

"E José disse-lhes: Não são de Deus as interpretações?" 

Depois disso, ainda se passaram 2 anos inteiros e José continuava preso.
Veja que o seu período de provação foi longo: ele já estava agora com 30 anos de idade.
Mas não tem problema: José era fiel a Deus e um homem honrado. Isso é o mais importante.  

No caminho para os nossos sonhos podem (e vão) surgir vários obstáculos e até mesmo adversidades.
Podem ocorrer injustiças, calúnias e difamação.
Mas o que importa é: QUEM VOCÊ É.
O que vai valer no final é a tua honestidade, integridade e fidelidade a Deus.
Não importa o que aconteça ou o tempo que passe.
Se você sonhar junto com Deus, tudo vai se realizar.
O fim da história será de paz e vitória. 
Pois, quem nos dá os sonhos é Deus e Ele é quem realiza. 

Deus realiza sonhos

Ao interpretar os sonhos de Faraó, José foi posto como Governador do Egito.
Uma posição alta e de prestígio.
Ele seria subordinado apenas a Faraó: 

"E disse Faraó: Acharíamos um homem como este em quem haja o espírito de Deus? 

Depois disse Faraó a José: Pois que Deus te fez saber tudo isto, ninguém há tão entendido e sábio como tu.  
Tu estarás sobre a minha casa e por tua boca se governará todo o meu povo, somente no trono eu serei maior que tu.
... Vês aqui te tenho posto sobre toda a terra do Egito." 

Agora José não era mais um servo e nem um encarcerado.
José também não era mais um sonhador, pois os seus sonhos tinham virado realidade.
Ele era agora o novo governador do Egito. 


O resto da história vocês já devem conhecer... 
Com a fome na terra, seus irmãos vão para o Egito e lá se encontram com José.
E assim, todos aqueles sonhos que José havia tido, aconteceram.
Os seus irmãos mal podiam imaginar... 

O Deus de José é Aquele que nos dá os sonhos e nos permite realizá-los.
Afinal, Ele é o Deus que realiza sonhos.

5ª Lição de José: 

Seja fiel a Deus, não importam as circunstâncias.

Sonhe e acredite.
Ainda que riem de seus sonhos ou te desprezem com ódio.
Os inimigos nunca vão aceitar e nem entender os nossos sonhos.
Não importa, pois se Deus está com você, coisas grandes e maravilhosas acontecerão na tua vida. 

Mais uma vez: não importa o que aconteça ou o tempo que leve.
Não mude a sua conduta correta e não se corrompa com os ímpios.
Não peque contra Deus e confie na Sua justiça.
Porque o Deus de José não mudou e Ele realiza sonhos. 

Os seus sonhos

Você tem sonhos? 
Acredita neles ou deixou de acreditar? 
Hoje, na Parte I desta série, nós vimos a história de um jovem sonhador que passou por muitas adversidades mas nunca se entregou. Sempre foi fiel a seus valores e princípios e principalmente a Deus.  
Valeu a pena? Como valeu.
Que esta história sirva de inspiração para você e saiba que José é um grande modelo a ser seguido. 

"Vinde, pois, agora, e matemo-lo, lancemo-lo numa destas covas e diremos: Uma fera o comeu e veremos que será dos seus sonhos." 

Texto bíblico: 
Gênesis 37 em diante.

A série "Deus realiza sonhos" continua na próxima quinta-feira com outra linda história.
Aguardo você aqui.
Obrigada.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SALMO 46 - A Fé Perfeita em Deus

Salmo 6 - " Davi recorre à misericórdia de Deus e alcança perdão "

SALMO 91 - LIVRAMENTO