Mardoqueu - O exaltado e o humilhado (Final)

 A história de Mardoqueu continua neste post porque mesmo não sendo uma história tão longa, eu quis destacar alguns trechos. A primeira parte está aqui

Vamos ver o desenrolar final dos acontecimentos e o que Deus nos quer falar hoje. 

Parei na parte em que Ester vai até a presença do rei Assuero e é aceita e bem recebida por ele. Ela então lhe diz: 

"... Se parecer bem ao rei, venha hoje com Hamã ao banquete que lhe tenho preparado.

Disse o rei a Ester, no banquete do vinho: Qual é a tua petição? E ser-te-á concedida e qual é o teu requerimento? E se fará ainda até metade do reino." 

Ester então convida o rei e Hamã para outro banquete no dia seguinte. 

Hamã ficou muito feliz por ter sido convidado pela rainha Ester, aliás, ele era o único convidado para aquele banquete, além do rei. 

Mas ele não esquecia o seu ódio por Mardoqueu. 

"Porém tudo isto não me satisfaz, enquanto eu vir o judeu Mardoqueu assentado à porta do rei.

"Então lhe disseram Zeres, sua mulher, e todos os seus amigos: Faça-se uma forca de cinquenta côvados de altura e amanhã dize ao rei que nela seja enforcado Mardoqueu (...). E este conselho bem pareceu a Hamã, que mandou fazer a forca."  

Pois é. Enquanto Hamã comemorava e planejava acabar com Mardoqueu e exterminar os demais judeus, o povo judeu estava sofrendo e lamentando a sua sorte mas continuavam buscando a Deus. E Mardoqueu? Mardoqueu continuava na porta do rei e nada de se inclinar e se prostrar perante Hamã: 

"Então saiu Hamã naquele dia alegre e de bom ânimo; porém, vendo Mardoqueu à porta do rei, e que ele não se levantara nem se movera diante dele, então Hamã se encheu de furor contra Mardoqueu." 

(Ester 5)

O diabo não quer te ver na presença do Senhor. Ele vai tentar de todas as maneiras te destruir mas não se abale. Continue "na porta do rei" porque Ele cuida de ti. 

E agora Deus vai começar a agir na vida de Mardoqueu e de todo o seu povo. 

Por essa, Hamã não esperava. 


Mardoqueu é honrado e Hamã é humilhado

"NAQUELA MESMA NOITE fugiu o sono do rei; então mandou trazer o livro das memórias das crônicas, as quais se leram diante do rei. 

E achou-se escrito que Mardoqueu tinha denunciado Bigtã e Teres, dois eunucos do rei, da guarda da porta, que procuraram pôr as mãos sobre o rei Assuero. 

Então disse o rei: Que honra e magnificência se deu por isso a Mardoqueu? E os servos do rei, seus servos, disseram: Coisa nenhuma se lhe fez." 

O que você faz de bom não é esquecido perante Deus. Tudo fica anotado e no momento certo, a recompensa vem. Não importa de qual forma e por meio de quem.

Olha só isso com atenção: 

"Então disse o rei: Quem está no pátio? E Hamã tinha entrado no pátio exterior da casa do rei,  para dizer ao rei que enforcassem a Mardoqueu na forca que lhe tinha preparado."

O rei manda chamar Hamã.

"E, entrando Hamã, o rei lhe disse: Que se fará ao homem de cuja honra o rei se agrada? Então Hamã disse no seu coração: De quem se agradaria o rei para lhe fazer honra mais do que a mim? 

Pelo que disse Hamã ao rei: Para o homem, de cuja honra o rei se agrada,

Tragam a veste real que o rei costuma vestir, como também o cavalo em que o rei costuma andar montado e ponha-se-lhe a coroa real na sua cabeça.

E entregue-se a veste e o cavalo à mão de um dos príncipes mais nobres do rei e vistam delas aquele homem a quem o rei deseja honrar; então, levem-no a cavalo pelas ruas da cidade e apregoe-se diante dele: Assim se fará ao homem a quem o rei deseja honrar! 

Então disse o rei a Hamã: Apressa-te, toma a veste e o cavalo, como disseste, e faze assim para com o judeu Mardoqueu, que está assentado à porta do rei, e coisa nenhuma omitas de tudo quanto disseste." 


Está aí a honra reservada para o servo de Deus. O seu maior e mais terrível inimigo teve que cumprir tudo à risca: foi o encarregado de lhe dar as honrarias que ele achou que seriam para ele próprio:

"E Hamã tomou a veste e o cavalo, vestiu a Mardoqueu, o levou a cavalo pelas ruas da cidade e apregoou diante dele: Assim se fará ao homem a quem o rei deseja honrar!" 

Se o Senhor se agradar de ti, ele irá te honrar. A tua vez vai chegar. 

"Depois disto Mardoqueu voltou para a porta do rei, porém Hamã se retirou correndo à sua casa, triste e de cabeça coberta." 

(Ester 6)

Mas, ainda mesmo depois da vitória, temos que continuar "à porta". Veja, se isso não fosse importante, a bíblia não teria mencionado. Mardoqueu continuava na mesma posição. 


O fim de Hamã

Chegou o segundo dia de banquete da rainha Ester.

Lá estavam ela, o rei e Hamã.

O rei Assuero lhe pergunta o que ela deseja e ela lhe responde:

"... Se, ó rei, achei graça aos teus olhos e se bem parecer ao rei, dê-se-me a minha vida como minha  petição e o meu povo como meu requerimento.

Porque fomos vendidos, eu e o meu povo, para nos destruírem, matarem e aniquilarem de vez; se ainda por servos e por servas nos vendessem, calar-me-ia; ainda que o opressor não poderia ter compensado a perda do rei." 

Chegou então o momento de Ester interceder,pelo seu povo, e também, pela sua própria vida.

Chegou o momento da verdade.

Veja só a coragem dela: 

"Então falou o rei Assuero e disse á rainha Ester: Quem é esse e onde está esse, cujo coração o instigou a assim fazer? 

E disse Ester: O homem, o opressor e o inimigo, é este mau Hamã. Então Hamã se perturbou perante o rei e a rainha." 

Hamã foi denunciado. O rei agora sabia como ele era realmente e o que pretendia fazer contra u: povo inocente.  

E agora, Hamã? O que você vai fazer? 

"E o rei no seu furor se levantou do banquete do vinho e passou para o jardim do palácio; então Hamã se pôs em pé, para rogar à rainha Ester pela sua vida, porque viu que já o mal lhe estava determinado pelo rei. 

Tornando, pois, o rei do jardim do palácio à casa do banquete do vinho, Hamã tinha caído prostrado sobre o leito em que estava Ester. Então disse o rei: Porventura quereria ele também forçar a rainha perante mim nesta casa? Saindo esta palavra da boca do rei, cobriram o rosto de Hamã." 

Não teve jeito. A coisa só foi piorando para o lado de Hamã.

"Então disse Harbona, um dos eunucos que serviam diante do rei: Eis que também a forca de cinquenta côvados de altura que Hamã fizera para Mardoqueu, que falara em defesa do rei, está junto à casa de Hamã. Então disse o rei: Enforcai-o nela. 

Enforcaram, pois, a Hamã na forca, que ele tinha preparado para Mardoqueu. Então o furor do rei se aplacou." 

(Ester 7)

Este foi o fim de Hamã. Definitivamente acabou pra ele.

Pereceu junto com ele o seu ódio por Mardoqueu e por todo o povo judeu. Pereceu também toda a sua ambição, vaidade e as riquezas que ele tinha,(ele era muito rico), ficaram aqui nesta terra.

E naquele dia, foi concedido por Deus, o grande livramento ao seu povo. 

Mardoqueu não temeu o ódio de Hamã. Mardoqueu nunca se prostrou para ele.

Ester foi muito corajosa ao arriscar sua própria vida indo falar com o rei sem ser solicitada a sua presença. E, no momento certo, depois de orações e jejuns que ela, suas moças e todo o povo judeu haviam feito, ela enfrentou Hamã e contou tudo ao rei. 

O inimigo dos judeus foi derrotado. Os seus próprios planos levaram ele a isso.

Por isso que, vale a pena obedecer ao Senhor. Ficar na posição que ele nos quer.

Não se curvar para outros deuses, não se prostrar para o pecado. 

Porque o Senhor luta pelo seu povo. Ele age em nosso favor.

O inimigo pode até tentar mas não vai adiante. Não consegue destruir o povo de Deus.

E não acabou por aí não. 


A vitória do povo de Deus

O decreto de Hamã contra os judeus foi revogado e a vitória do povo de Deus foi decretada pelo rei: 

"NAQUELE MESMO dia deu o rei Assuero para a rainha Ester a casa de Hamã, inimigo dos judeus; e Mardoqueu veio perante o rei, porque Ester tinha declarado quem ele era.

E tirou o rei o seu anel, que tinha tomado de Hamã e o deu a Mardoqueu. E Ester encarregou Mardoqueu da casa de Hamã.

Falou mais Ester perante o rei, e ajoelhada aos seus pés, chorou e lhe suplicou que revogasse a maldade de Hamã, o agagita, e o intento que tinha projetado contra os judeus.

E estendeu o rei para Ester o cetro de ouro. (...)" 

A partir daí, o rei aceitou a petição de Ester a favor de seu povo e tudo mudou para os judeus:

"... Se bem parecer ao rei, se eu achei graça perante ele, se este negócio é reto diante do rei e se eu lhe agrado aos seus olhos, escreva-se que se revoguem as cartas concebidas por Hamã...

Pois como poderei ver o mal que sobrevirá ao meu povo? E como poderei ver a destruição da minha geração?" 

E o rei lhe disse: 

"Escrevei aos judeus, como parecer bem aos vossos olhos, em nome do rei, e selai-o com o anel do rei; porque o documento que se escreve em nome do rei e que se sela com o anel do rei, não se pode revogar." 

(Ester 8)


Os judeus tiveram vitória sobre quem lhes queria mal.

Isto prova que Deus não dorme. Esteja onde estiver, ele está sempre de olho no seu povo.

Hoje a nossa luta não é física. Não é contra a vida das pessoas. Mas temos uma luta espiritual contra Satanás e todos os outros seres das trevas. 

E também, se alguém se levantar contra a nossa vida, nós vamos continuar em nossa posição (de adoração ao Senhor), não vamos temer e o Senhor nos dará a vitória e o livramento.

Não saia da posição a qual Deus te chamou. Respeite e obedeça tanto as leis divinas quanto as leis humanas mas não se renda ao pecado. Não se prostre a outro deus, pois, fazendo assim, a vitória será certa na tua vida e a honra e a exaltação chegará, e não será pequena.

Veja o "fim" de Mardoqueu: 


A exaltação de Mardoqueu 

"DEPOIS DISTO impôs o rei Assuero tributo sobre a terra e sobre as ilhas do mar.

E todos os atos do seu poder e do seu valor, e o relato da grandeza de Mardoqueu, a quem o rei exaltou, porventura não estão escritos no livro das crônicas dos reis da Média e da Pérsia? 

Porque o judeu Mardoqueu foi o segundo depois do rei Assuero, e grande entre os judeus, estimado pela multidão de seus irmãos, procurando o bem do seu povo e proclamando a prosperidade de toda a sua descendência." 

(Ester 10) 


A Mardoqueu foi reservado um posto elevado e uma posição de honra. 

Porque em nenhum momento, ele deixou a sua fé e nem se esqueceu do povo do qual fazia parte.

E é isto o que Deus faz: ele honra a nossa fé, ele honra a nossa obediência e fidelidade.

E o que ele tem pra nós não é pequeno: é livramento, é vitória e exaltação.

"Como ribeiros de água assim é o coração do rei na mão do Senhor, que o inclina a todo o seu querer."

(Provérbios 21.1)

Deus está te vendo. Fique na posição porque Ele irá julgar a tua causa.






Comentários