Os reis e os decretos

 Hoje na série "Histórias da Bíblia" eu trago decretos que reis determinaram depois de terem visto com os próprios olhos, o agir de Deus.

E estes reis não eram cristãos. Muito pelo contrário.

Eles tinham os seus próprios deuses e os serviam mas ao descobrirem o Deus de Daniel, de Sadraque, Mesaque e de Abednego, [ para ler suas histórias clique aqui ], e o que ele pode fazer, esses reis não conseguiram ficar calados e de tão impressionados que ficaram, escreveram e exaltaram o Deus vivo. 

NABUCODONOSOR 

Depois de ter sentenciado os 03 amigos a uma fornalha de fogo ardente, que tinha sido aquecida 07 vezes mais, e ao ver que os jovens foram retirados dessa mesma fornalha sem um único dano, ao rei Nabucodonosor restou falar assim: 

"Falou Nabucodonosor e disse: Bendito seja o Deus de Sadraque, Mesaque e Abednego, que enviou o seu anjo e livrou os seus servos, que confiaram nele, pois violaram a palavra do rei, preferindo entregar os seus corpos, para que não servissem nem adorassem algum outro deus, senão o seu Deus.

Por mim, pois, é feito um decreto, pelo qual todo o povo, nação e língua que disse blasfêmia contra o Deus de Sadraque, Mesaque e Abednego, seja despedaçado, e as suas casas sejam feitas um monturo; porquanto não há outro Deus que possa livrar como este." 


Falando ainda sobre o mesmo rei, em outra ocasião, Nabucodonosor viveu uma triste e desagradável experiência quando, após ter um sonho, que foi interpretado por Daniel, este sonho virou realidade e o rei passou a viver junto aos animais do campo e se tornou semelhante a um bicho, vivendo em estado de loucura total por algum tempo.

Isto aconteceu por causa da soberba do seu coração quando ele glorificou a si mesmo esquecendo-se que tudo vinha de Deus.

Quando terminou esse período de sua vida (que já tinha sido previsto pelo próprio Deus), o rei Nabucodonosor disse assim: 


"No mesmo tempo tornou a mim o meu entendimento e para a dignidade do meu reino tornou-me a vir a minha majestade (...)

Agora, pois, eu, Nabucodonosor, louvo, exalço e glorifico ao Rei do céu; porque todas as suas obras são verdade, os seus caminhos juízo e pode humilhar aos que andam na soberba." 

REI DARIO 

Agora, vou falar de outro rei, o rei Dario que, ao ver Daniel, servo do Deus Altíssimo, sair totalmente ileso de uma cova de leões famintos, lhe restou tão-somente escrever isto: 


"Então o rei Dario escreveu a todos os povos, nações e línguas que moram em toda a terra: A paz vos seja multiplicada.

Da minha parte é feito um decreto, pelo qual em todo o domínio do meu reino os homens tremam e temam perante o Deus de Daniel; porque ele é o Deus vivo e que permanece para sempre, o seu reino não se pode destruir e o seu domínio durará até o fim. 

Ele salva, livra e opera sinais e maravilhas no céu e na terra; ele salvou e livrou Daniel do poder dos leões."  


CONCLUSÃO 

Nós vimos aqui, reis pagãos que viram com os próprios olhos, o poder do Deus de Daniel, Sadraque, Mesaque e Abednego. 

Eles viram também, a fidelidade deste Deus, para com os seus servos. 

Ao arriscarem as próprias vidas, em prol de sua fé, esses homens foram honrados pelo Altíssimo.  

Os reis então, ao presenciarem  esses fatos, viram que o Senhor era o Deus verdadeiro e Rei Eterno que tem todo o poder e a Ele se é devida toda a glória, honra e louvor.  

A Bíblia nos trouxe esses escritos para o nosso conhecimento e para nos mostrar esses exemplos de reis que louvaram ao Senhor.

Até os reis chegaram a conclusão de que vale a pena ADORAR UNICAMENTE AO DEUS VIVO E TREMENDO. 

Aquele que livrou Daniel, Sadraque, Mesaque e Abednego. 


"Respondeu o rei a Daniel e disse: Certamente o vosso Deus é Deus dos deuses, o Senhor dos reis e revelador de mistérios, pois pudeste revelar este segredo." 




Ele ainda é um DEUS QUE REVELA MISTÉRIOS, portanto, nada lhe é escondido.

A nós, só resta O adorar. 


[ citações do livro bíblico de Daniel, capítulos 2,3,4 e 6 ] 



Comentários