João I

 [ Série Bíblica: João - o discípulo amado (Parte II) ] 
Hoje na continuação da série "João - o  discípulo amado" nós vamos ver a primeira carta ou epístola que ele escreveu aos cristãos do século I. A data desses escritos fica entre os anos de 80 e 95 d.C e foi endereçada às igrejas da Ásia Menor (atual Turquia).
João, o discípulo amado de Jesus aprendeu muito com o seu Mestre. No primeiro post desta série podemos ver o quanto ele foi impactado pelo amor de Jesus e isso ele levou para o resto de sua vida. Então, o discípulo se transformou em apóstolo e em seus últimos anos aqui na Terra, João continuou falando de Seu Mestre e daquele amor tão grande que ele viu de perto. 
A Primeira Epístola Universal do Apóstolo João é composta de 5 capítulos e destaca: a pessoa de Jesus Cristo; a Luz; o Amor; pecado e santidade; anticristo.
De cada capítulo eu comento os seus temas principais e destaco alguns versículos lembrando que é o divino Espírito Santo quem nos ensina.



CAPÍTULO 1 - Jesus e a Luz

"O QUE era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que temos contemplado, e as nossas mãos tocaram, isso proclamamos...
O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco..."

João começa assim esta primeira carta. Ressaltando que o que fala, fala com propriedade, pois viu, ouviu e tocou. Ele sabe do que está falando.

"E esta é a mensagem que dele ouvimos e vos anunciamos: Que Deus é luz e não há nele treva nenhuma.  
Se dissermos que temos comunhão com ele e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade.
Porém, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado."

Deus é Luz. Para estarmos com Ele temos que andar na luz, ou seja, não poderá haver nenhum ponto obscuro em nossa vida. Se estivermos na luz não teremos nada a esconder.

CAPÍTULO 2 - O Advogado Jesus e o amor

"MEUS FILHINHOS, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis, mas se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o Justo."

Jesus é o nosso Advogado que pode interceder ao Pai por nós em caso de falha nossa.
A recomendação que recebemos é para que não pequemos, mas se acontecer, podemos recorrer ao nosso Senhor Jesus Cristo a fim de obter perdão e misericórdia.

"E nisto sabemos que o conhecemos: Se guardarmos os seus mandamentos.
Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado...  
Aquele que diz que está na luz e aborrece a seu irmão, até agora está em trevas." 

Se O conhecemos, O amamos, e se O amamos, guardamos os seus mandamentos.
Luz e amor vem de Deus. Quem vive na luz, ama a seu irmão.

"Pais, escrevo-vos, porque conhecestes aquele que é desde o princípio. Jovens, escrevo-vos, porque vencestes o maligno."

A Palavra de Deus é para todos: para pais, para filhos, novos e velhos.
O jovem não é fraco. Pelo contrário, ele já é um vencedor. É só permanecer na Palavra.

"Não ameis o mundo, nem o que no mundo há.
Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.
E o mundo passa e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre."

Por que não é para amar o mundo?
Por causa da concupiscência.

E o que é concupiscência? 

Ambição ou desejo desmedido por bens materiais e/ou sensuais.
Ganância por poder, dinheiro; cobiça.
Aspiração por satisfações sexuais: concupiscência da carne.
Anseio pelos prazeres sensuais; desejo sexual exagerado.

Essas coisas não agradam a Deus porque ele é santo e puro.

"Filhinhos, é já a última hora; e como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos, por isso conhecemos que é já a última hora."

O anticristo sempre vai negar o verdadeiro Cristo e os demais enganadores vão ensinar coisas contrárias à vontade do Pai celestial.

Por isso que, temos que permanecer em CRISTO: 

"E agora filhinhos, permanecei nele; para que quando ele se manifestar, tenhamos confiança, e não sejamos confundidos por ele na sua vinda."  

CAPÍTULO 3 - Amor e santidade

"VEDE QUÃO grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. Por isso o mundo não nos conhece; porque não o conhece a ele.  

E qualquer que nele tem esperança purifica-se a si mesmo, como também ele é puro.
Quem comete o pecado é do diabo, porque o diabo peca desde o princípio." 

Viver com Deus não combina com uma vida de pecado. Mesmo que tenhamos ainda a natureza carnal e com tendência para o pecado, este porém não pode se tornar um hábito em nossa vida.
Temos que seguir a retidão.

"Porque esta é a anunciação que ouvistes desde o princípio: Que nos amemos uns aos outros.
Não como Caim, que era do maligno, e matou a seu irmão. E por que causa o matou? Porque as suas obras eram más e as de seu irmão justas.

Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade.
E qualquer coisa que lhe pedirmos, dele a receberemos, porque guardamos os seus mandamentos, e fazemos as coisas agradáveis perante ele.
E o seu mandamento é este: Que creiamos no nome de seu Filho Jesus Cristo e nos amemos uns aos outros, segundo o seu mandamento."

CAPÍTULO 4 - Discernir e amar

"AMADOS, NÃO creiais em todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.
Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus ouve-nos;" 

Nem todo espírito é de Deus. Nem toda mensagem vem do Senhor e nem todo profeta é verdadeiro.
Fiquemos sempre com a Verdade: e ela está na Bíblia.
Temos que conhecer a Sua palavra para não sermos enganados.

"Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor.
E nós conhecemos e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; quem está em amor, está em Deus, e Deus nele.
Nisto é perfeito o amor para conosco, para que no dia do juízo tenhamos confiança...
Nós o amamos a ele porque ele nos amou primeiro."  

Amor, amar, Deus. O amor e Deus andam juntos porque DEUS É AMOR.
E se estamos com ele vamos amar também.

CAPÍTULO 5 - A fé em Cristo

"Porque este é o amor de Deus: Que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados.
Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé.
Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?"

Não dá para vencer sem fé e esta fé está atrelada ao Senhor Jesus. 
Para vencermos temos que estar nele.

"E esta é a confiança que temos nele, que se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve.
E se sabemos que nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que alcançamos as petições que lhe fizemos."  

Veja que coisa maravilhosa.
Se estamos em Jesus, podemos lhe pedir o que desejamos e se for para o nosso bem, ele nos atende.
Por isso temos que ter um relacionamento com o Senhor para que tenhamos confiança de falar com ele e ser atendido. 

"Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca, mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo e o maligno não lhe toca.
Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno.
Filhinhos, guardai-vos dos ídolos. Amém." 

Há Deus e há o mundo ( e no mundo, há o maligno = o diabo/satanás).
Se estamos com Deus a tendência é viver uma vida segundo os preceitos divinos e não conforme o mundo (padrões mundanos e pecaminosos - "concupiscência").
O diabo não tem poder para tocar naquele que faz a vontade de Deus.
Ídolos: não devemos ter nenhum ídolo porque temos um Único Deus que deve ser o SENHOR de nossa vida. 

CONCLUSÃO


O que aprendemos mais com a palavra de Deus nesta primeira carta do apóstolo João, o discípulo amado de Jesus que se transformou no apóstolo do amor? 

Sim, amor é o que temos nesta epístola e vemos mais uma vez o mandamento do amor.
Se amamos a Deus, amamos o nosso irmão, o nosso próximo... 

O amor é uma atitude de quem está com Deus.
E tem mais: a santidade também faz parte.
Quem ama a Deus obedece aos seus mandamentos.
Quem é de Deus não peca (quer dizer, não vive no pecado).

Então o resumo é este: 

AMOR - LUZ - SANTIDADE.

Dessa forma conhecemos quem é de Deus e quem não é de Deus.
A palavra deixa tudo esclarecido para nós.
Deus é LUZ, AMOR E SANTIDADE.

E na quinta-feira irei concluir esta série falando sobre as outras 2 cartas (epístolas) que João escreveu.

Fonte bíblica: 

I João.




 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SALMO 46 - A Fé Perfeita em Deus

Salmo 6 - " Davi recorre à misericórdia de Deus e alcança perdão "

SALMO 91 - LIVRAMENTO