"Os amigos de Jesus" - Em todos os momentos

[Série Bíblica: Os amigos de Jesus - Parte II] Hoje é o 2º dia da série e vamos ver algumas das emoções que os amigos de Jesus viveram. Digo "algumas" porque nem mesmo a Bíblia registra todas, dada a quantidade de situações que eles experienciaram. Imagine o privilégio que os amigos do Mestre tiveram de estar ao seu lado e ver, ouvir tudo de pertinho sabendo que foram chamados e escolhidos por ele para uma tão nobre missão. 
E para ver como tudo começou, clique aqui no primeiro post da série. 
Agora veremos os amigos de Jesus em variados momentos: 

Os amigos de Jesus

O Senhor já os havia chamado e escolhido para eles serem seus discípulos e apóstolos. 
Eram 12: ("e nomeou doze para que estivessem com ele...")

- Simão Pedro 
- Tiago
- João 
- André
- Filipe
- Bartolomeu 
- Mateus (Levi) 
- Tomé 
- Tiago (filho de Alfeu)
- Tadeu 
- Simão (Zelote) 
- Judas Iscariotes 

(conforme livro de Marcos 3. 14 ao 19

Muito bem! Que honra estar ao lado do Senhor.
Ser designado por ele para realizar alguma obra. 
O Senhor era o Mestre e eles, os seus discípulos.
Mas se tornaram amigos. 

Como citei no post anterior, eles faziam coisas que os amigos geralmente fazem: ficavam juntos, comiam juntos, Jesus ia na casa deles, eles iam na casa de Jesus, e aprendiam, aprendiam... 

Primeiro, os amigos de Jesus começaram a ver o que Ele fazia e como vivia e depois, tendo já aprendido um pouco (porque eles nunca pararam de aprender), estavam preparados para a missão que o Mestre lhes deu: 

"E, CHAMANDO os seus doze discípulos, deu-lhes poder sobre os espíritos imundos, para os expulsarem e para curarem toda a enfermidade e todo o mal.  

Jesus enviou estes doze e lhes ordenou, dizendo: Não ireis pelo caminho das gentes, nem entrareis em cidade de samaritanos;
Mas ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel; 
E, indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos céus.
Curai os enfermos, purificai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai."
(Mateus 10) 

Jesus preparou os seus amigos e confiou a eles a divulgação do Evangelho. 
Ele ainda deu muitas outras instruções e os encorajou para que eles não temessem a nada. 
Sabe por que isso?
Porque os amigos de Jesus nunca são abandonados. A providência divina está com eles o tempo todo. 





Você quer se tornar amigo de Jesus e ser convocado para uma grande obra nesta terra? 
Esteja com o Senhor e aprenda com Ele, pois certamente ele te ajudará: 

"Então, disse aos seus discípulos: A seara é realmente grande, mas poucos os ceifeiros.
Rogai, pois, ao Senhor da seara, que mande ceifeiros para a sua seara."    
(Mateus 9. 37-38) 

Em todos os momentos 

Ser amigo de Jesus é realmente um grande privilégio e uma imensa honra mas não significa que nunca haverá problemas ou momentos difíceis. 
Os registros nos Evangelhos nos mostram que os amigos de Jesus viram curas, libertações, ressurreição de mortos, multiplicações de pães e peixes (por 2 vezes) e muitas outras maravilhas mas que também viveram momentos complicados

"E, entrando ele no barco, seus discípulos o seguiram; 
E eis que no mar se levantou uma tempestade, tão grande que o barco era coberto pelas ondas; ele, porém, estava dormindo.

E os seus discípulos, aproximando-se, o despertaram, dizendo: Senhor, salva-nos! Que perecemos." 

Jesus estava no barco com os seus amigos mas a tempestade veio. 
E veio forte. Tão forte que aqueles homens chegaram ao desespero e se viram prestes a sucumbir. 
Mas então se lembraram que o Grande Amigo estava no barco com eles e foram lhe despertar. 

Por que será que precisou a tempestade ficar perigosa demais para chamarem o Mestre?
Porque eles achavam que poderiam contornar facilmente aquela turbulência e que as coisas não iriam piorar. 
Mas depois viram que: ai deles se Jesus não estivesse no barco. 
Pois, tem coisas que não podemos resolver sozinhos.

Mesmo estando com Jesus e sendo amigo dele, a tempestade, o problema vem. 
No entanto, o MILAGRE acontece.
Não importa o tamanho das ondas e a fúria dos ventos, os amigos de Jesus são sempre salvos: 

"E ele disse-lhes: Por que temeis, homens de pouca fé? Então, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se uma grande bonança.

E aqueles homens se maravilharam, dizendo: Quem é este, que até os ventos e o mar lhe obedecem?"  
(Mateus 8. 23 ao 27) 

Ser amigo de Jesus é se maravilhar com o Seu poder sobre terra, céu e mar. 

E outro dia em que, eles estavam dentro do barco novamente e no meio do mar.
Mas, dessa vez, o Mestre não estava junto: 

"E o barco estava já no meio do mar, açoitado pelas ondas; porque o vento era contrário; 

Mas, à quarta vigília da noite, dirigiu-se Jesus para eles, andando por cima do mar.

E os discípulos, vendo-o andando sobre o mar, assustaram-se, dizendo: É um fantasma. E gritaram com medo." 

Veja que situação! 
Se já não estava bom porque o mar estava revolto, de repente os amigos de Jesus, em plena noite, veem algo vindo sobre o mar na direção deles.
Olha que não foi fácil. Eles chegaram a gritar achando que era um fantasma. 

Mas Jesus não queria os assustar.
Ele estava, mais uma vez, provando a fé de seus amigos (porque crer nele quando tudo está bem é fácil, não é? Mas, e quando tudo fica muito difícil?)

"Jesus, porém, lhes falou logo, dizendo: Tende bom ânimo, sou eu, não temais."   
(Mateus 14. 24 ao 27)   

Jesus sempre aparece para socorrer os seus amigos.
Isso não é lindo demais? 
Sim ou claro? 

Quem não quer um amigo tão maravilhoso desse? 
Ser amigo de Jesus é viver MILAGRES.


pixabay - kordi_vahle


O AMOR 


E como eles aprenderam... 
Quantos ensinamentos! 

Aprenderam com o Mestre Jesus que o mais importante é: 

- o interior do ser humano e não o seu exterior (Mateus 15. 1 ao 20)
- a vida vale mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário (Mateus 6. 25 ao 34)   
- o mais importante é o amor (Marcos 12. 29 ao 31)   

E o Mestre não somente ensinou mas também PROVOU o seu amor: 

"Ninguém tem maior amor  do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos." 
(João 15.13) 

Amor esse, tão grande e sublime, que O levou à cruz. 
E um de seus amigos não compreendeu esse amor.  

A TRAIÇÃO


Como resposta a todo amor e cuidado que recebeu, Judas Iscariotes ofertou a traição. 
No momento em que precisou provar se era mesmo um amigo fiel, Judas se mostrou um traidor. 
Por 30 moedas de prata, entregou o Seu Mestre a quem queria matá-lo: 

"Então um dos doze, chamado Judas Iscariotes, foi ter com os príncipes dos sacerdotes,
E disse: Que me quereis dar e eu vo-lo entregarei? E eles lhe pesaram trinta moedas de prata,  
E desde então buscava oportunidade para o entregar."
(Mateus 26. 14 ao 16) 

Todo mundo tem um ponto fraco.
O ponto fraco de Judas Iscariotes era o DINHEIRO. 
Ele, que já era o responsável por guardar e administrar o dinheiro recebido, vinha desde antes, agindo com ganância e desonestidade: 

"Ora, ele disse isto, [se referido a Judas], não pelo cuidado que tivesse dos pobres, mas porque era ladrão e tinha a bolsa, e tirava o que ali se lançava." 
(João 12.6)   

O coração de Judas não era de um amigo, mas sim de um traidor. 
Para ele, não importava mais o que Jesus falava ou fazia. 
Pois, o seu coração estava voltado para o dinheiro. 
E isso o levou à traição.  

Ao lhe oferecerem 30 moedas de prata, Judas Iscariotes selou o seu destino eterno. 
Estava decidido: ia trair Jesus.   

O que estão te oferecendo para você trair Jesus? 
Hoje quais seriam as 30 moedas de prata que te faria se esquecer de tudo o que você recebeu e viveu com Ele para o abandonar? 

O diabo nunca vai investir no seu ponto forte. 
Ele só tem interesse em te atacar em seus pontos fracos e ele sabe quais são.
Vigie, porque mesmo andando com Jesus e sendo amigo dele, você pode se perder para sempre se trair o teu Salvador: 

"O que come o pão comigo, levantou contra mim o seu calcanhar.

Tendo Jesus dito isto, turbou-se em espírito, então testificou e disse: Na verdade, na verdade vos digo que um de vós me há de trair." 
(João 13. 18, 21)   

O traidor é tão perverso que mesmo depois de já ter assinado o pacto de traição, continua ao lado e à mesa junto a quem traiu. 
Jesus sentiu na pele o que é SER TRAÍDO e ter ao lado um traidor
E ser traído não é nada fácil. Imagine. 
Pois, como falei no post anterior da série, a traição não vem do inimigo mas sim de um amigo. Por isso se chama traição: 

"Mas eis que a mão do que me trai está comigo à mesa.  

E, na verdade, o Filho do homem vai segundo o que está determinado, mas ai daquele homem por quem é traído!" 
(Lucas 22. 21-22) 

A traição dói, fere e machuca. 
Mas o traidor também paga um preço alto. 
E imagine o traidor do Filho de Deus! 

Portanto, reflita: 
Você já é amigo de Jesus ou deseja ser? 
Pense em como está o teu coração e a tua mente. 
Você está disposto ou disposta ir com ele até o fim ou sente o desejo de se juntar aos inimigos do Filho de Deus? 
Ou você é amigo, ou você é TRAIDOR. 
Ou você está do lado de Jesus, ou está do lado de Seus inimigos. 

Depois de O haver entregado, a Judas Iscariotes somente restou a CULPA, o REMORSO, e o SUICÍDO.
A sua vida acabou ali e a sua alma se perdeu para sempre. 
Triste fim. 
E não poderia ser diferente, pois, a um traidor só resta a condenação pelo seu ato: 

"... mas ai daquele homem por quem o Filho do homem é traído! Bom seria para o tal homem não haver nascido." 
(Marcos 14.21) 

Traição é algo muito sério e o traidor (seja quem for) não fica impune perante Deus. 
Por isso, não somente no plano espiritual mas também com relação à outras pessoas: valorize quem está ao teu lado e jamais parta para a traição. 


Ser amigo de Jesus é:  

- passar por bons e maus momentos; 

- ser socorrido por ele na hora certa;

- aprender muito e ser preparado para a vida;

- viver momentos inesquecíveis com ele.


E quando o momento de Seu calvário se aproximava, ele com muito amor e carinho, deu as últimas instruções aos seus amigos, palavras que eles jamais esqueceriam:

"NÃO SE turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.

Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós e vos nomeei...

Se o mundo vos aborrece, sabei que, primeiro do que a vós, me aborreceu a mim.

Lembrai-vos da palavra que vos disse: Não é o servo maior do que o seu senhor. Se a mim me perseguiram, também vos perseguirão a vós..."   

Jesus continuou lhes falando e eles se perguntaram entre si: 

"Que é isto que nos diz? Um pouco, e não me vereis; e outra vez um pouco e ver-me-eis; e: Porquanto vou para o Pai?" 

Que bonitinho.
Eles não estavam entendendo bem e já começavam a ficar tristes porque parecia que o Mestre ia partir.
Mas Jesus consolou seus amigos: 

"... vós chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará, e vós estareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria.

... na verdade, tendes tristeza; mas outra vez vos verei, então, o vosso coração se alegrará e a vossa alegria ninguém vo-la tirará."

AMIGO NÃO É PARA ISSO MESMO?
Estar juntos em todos os momentos? 

Se você for amigo/amiga de Jesus saiba que haverá momentos de alegria e também momentos de tristeza mas o que mais importa é ser amigo dele, não é mesmo? 

Não importa se o mundo vibra e comemora o pecado.
Não importa se os traidores troquem o Filho de Deus por dinheiro.
Ainda que nada faça sentido no momento.
Ainda que as palavras de Jesus e o Evangelho pareçam loucura.
Mesmo se a tristeza chegar... (pois os amigos do mestre passam por isso também)
Escolha ficar ao lado de Jesus porque mais tarde, a alegria e a vitória certamente virá. 

O Senhor ainda orou por seus amigos e demonstrou mais uma vez todo o seu amor e carinho por eles: 

"Estando eu com eles no mundo, guardava-os em teu nome. Tenho guardado aqueles que tu me deste e nenhum deles se perdeu, senão o filho da perdição..." 

Os amigos de Jesus nunca se esqueceriam desse amor... 

"Já vos não chamarei servos, (...); mas tenho-vos chamado amigos..."   
(citações bíblicas acima de João 13 - 14 - 15 - 16 e 17)


A série Amigos de Jesus termina no próximo sábado.
Até lá. 

Para ler "o começo de tudo" clique aqui