Insista

[Mensagem de Domingo] Olá! Em primeiro lugar, obrigada por estar aqui. A mensagem de hoje é sobre uma história contada por Jesus que nos faz entender um pouco mais o amor de Deus e como ele atende nossas orações. 
Jesus gostava de ilustrar o reino dos céus com histórias para que os seus discípulos e as pessoas que o seguiam, compreendessem melhor. 
Por isso é importante conhecer a Palavra de Deus para saber o que o Seu Filho nos ensinou. 

A Parábola da viúva persistente 

"DISSE-LHES TAMBÉM uma parábola sobre o dever de orar sempre e nunca desfalecer, 

 Dizendo: Havia numa cidade um certo juiz, que nem a Deus temia, nem respeitava o homem. 

Havia também, naquela mesma cidade, uma certa viúva, que ia ter com ele, dizendo: Faze-me justiça contra o meu adversário. 

E por algum tempo não quis atendê-la, mas depois disse consigo: Ainda que não temo a Deus, nem respeito os homens, 

Todavia, como esta viúva me molesta, hei de fazer-lhe justiça, para que enfim não volte e me importune muito.  

E disse o Senhor: Ouvi o que diz o injusto juiz.  

E Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele de dia e de noite, ainda que tardio para com eles? 

Digo-vos que depressa lhes fará justiça. Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?" 

(Lucas 18. 1 ao 8) 


 Jesus contou essa parábola para nos mostrar como a oração é necessária em nossa vida e como o nosso Deus está atento ao clamor do Seu povo. 
Para isso, o Senhor expôs primeiro essa história que apresenta a figura de um homem mau e indiferente (totalmente o oposto de Deus) e a figura de uma pobre viúva que precisava de uma solução para o seu caso. 
Esse homem era o juiz de uma determinada cidade e ele não respeitava ninguém, nem mesmo a Deus. E naquela cidade também morava uma pobre mulher que foi até ele suplicar por sua causa. 
Como era de se esperar, aquele juiz não atendeu o pedido da viúva mas ela não desistiu. 
Até que, vendo a persistência daquela mulher, o juiz resolveu lhe fazer justiça para deixar de ser importunado por ela. 
E assim, a insistência da viúva venceu a indiferença do juiz. 

Jesus destacou isso quando terminou de dizer essa parábola. 

E o que Ele quis nos ensinar? 

Lições da Parábola 

- Assim como aquela mulher precisava de algo em sua vida, nós também precisamos, não importa em qual área. 

- Ela foi atrás em busca da solução para o seu caso. Nós temos que fazer nossa parte e isso inclui a oração. 

- Mesmo o juiz não lhe dando ouvidos nem tampouco atendendo o seu pedido de justiça, a pobre viúva não desistiu. Ela continuou insistindo mesmo se deparando com a indiferença e o desprezo de quem devia lhe ajudar. 
E nós? Temos persistido ou desistimos depois da primeira tentativa? Ao ouvir um "não" ou ao bater em uma porta e ela continuar fechada, simplesmente passamos a crer que não vamos conseguir, que aquilo que queremos não é para nós? 

- Depois de muita insistência, finalmente o juiz resolveu fazer justiça à pobre viúva para não ser perturbado mais por ela. Se persistirmos naquilo que é bom para nós, alcançaremos a vitória. 

Principal Lição da Parábola 

- Como Jesus contou, se até mesmo aquele injusto e iníquo juiz por fim atendeu o pedido de uma pobre mulher, QUANTO MAIS Deus que é bom e justo não atenderá o pedido de Seus filhos? 

E nós só precisamos pedir em oração, crendo no amor do Pai e aguardar com fé que Ele nos atenderá. 
Insistir na questão de não desistir, não parar de orar mas sabendo que o Senhor desde o início de nossa petição já nos ouve e que nos fará justiça no tempo certo.  

O Senhor certamente espera que nos cheguemos a Ele em oração, levando nossas causas que não podemos resolver sozinhos e que não desanimemos no meio do caminho. 

O que você precisa?
Qual é a tua causa ou problema a ser resolvido? 
Você já pode ter tentado, batido até mesmo em portas erradas mas saiba que Deus é o Supremo Juiz e que ele não é mau e nem injusto como o juiz da parábola era. 
Vá ao Senhor em oração porque ele te atenderá. 
Pode não ser na mesma hora mas a Sua justiça será feita em teu favor se você não desistir de orar. 

Insista na oração.
Não precisamos importunar Deus porque ele não é o mau juiz mas Ele quer ver a nossa perseverança. 

Insista no que você precisa e que vai te fazer bem.
E se você tem alguma dúvida, insista em pedir a Deus para te mostrar o que é melhor para você. 
Insista na sua família, no cuidado com seus filhos, no seu casamento.  
Não desista fácil daquilo que é o certo, agradável a Deus.
Insista nos seus estudos, no melhor trabalho, nos teus projetos. 
Não deixe que nenhuma indiferença ou despreze te faça parar. 

E por fim e o mais importante: INSISTA na comunhão com o Pai. Insista em viver na santidade, em andar no "caminho estreito" porque o fim desse caminho é o céu.  

"E Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele de dia e de noite, ainda que tardio para com eles? 

Digo-vos que depressa lhes fará justiça. Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?" 

Insista na fé. 

Muito obrigada.

Boa semana para nós.