Série Bíblica: Jacó - Parte I

[Nova série bíblica: Jacó - parte I] Olá, vamos ter em junho a série bíblica chamada "Jacó". Acompanhe nesta semana as mensagens e sinta Deus falar com você. 
Em cada post vou abordar algumas situações vividas por Jacó e vamos ter um maior entendimento sobre ele, do nascimento à sua morte, baseado no relato bíblico. 
Vamos lá! (texto bíblico base de hoje: Gênesis 25.19 em diante). 





JACÓ - PARTE I 

O início de tudo 

Começa assim a história de Jacó: 

"... Abraão gerou a Isaque; 
E era Isaque da idade de quarenta anos, quando tomou por mulher a Rebeca...
E Isaque orou insistentemente ao Senhor por sua mulher, porquanto era estéril e o Senhor ouviu as suas orações e Rebeca sua mulher concebeu.
E os filhos lutavam dentro dela; (...) E foi perguntar ao Senhor. 
E o Senhor lhe disse: Duas nações há no teu ventre e dois povos se dividirão das tuas entranhas; um povo será mais forte do que o outro povo e o maior servirá ao menor." 

Não foi somente com Jacó mas a nossa história também começa no ventre de nossa mãe porque o Senhor já tem um plano para cada vida. 

Continua o texto bíblico: 

"E cumprindo-se os seus dias para dar à luz, havia gêmeos no seu ventre.
E saiu o primeiro, ruivo e todo coberto de pelo; por isso chamaram o seu nome Esaú.
E depois saiu o seu irmão, com sua mão agarrada ao calcanhar de Esaú; por isso se chamou o seu nome Jacó. E era Isaque da idade de sessenta anos quando os gerou." 

Esaú e Jacó

Rebeca deu à luz a gêmeos, eram dois meninos. 
Esaú saiu primeiro e Jacó foi o segundo. Eles eram completamente diferentes na aparência física e também na personalidade e modo de viver. Veja o que diz a Bíblia: 

"E cresceram os meninos; Esaú foi homem perito na caça, homem do campo; mas Jacó era homem simples, habitando em tendas. 
E amava Isaque a Esaú, porque a caça era de seu gosto, mas Rebeca amava a Jacó." 

Eles cresceram e cada um já tinha afirmado a sua identidade. 
Um dia normal como outro qualquer, aconteceu algo que iria mudar o destino deles.

Primogenitura, pra quê? 

"E Jacó preparara um cozido quando veio Esaú do campo, e estava ele cansado; 
E disse Esaú a Jacó: Deixa-me, peço-te, comer desse guisado vermelho, porque estou cansado. Por isso se chamou Edom.
Então disse Jacó: Vende-me hoje a tua primogenitura.
E disse Esaú: Eis que estou a ponto de morrer; para que me servirá a primogenitura?
Então disse Jacó: Jura-me hoje. E jurou-lhe e vendeu a sua primogenitura a Jacó.
E Jacó deu pão a Esaú e o cozido de lentilhas, e ele comeu, bebeu, levantou-se e saiu. Assim desprezou Esaú a sua primogenitura." 

Esaú era o filho primogênito e por isso era especial ao Senhor, pois assim Ele determinou sobre os primogênitos: 

ENTÃO FALOU o Senhor a Moisés, dizendo: 
Santifica-me todo o primogênito, o que abrir toda a madre entre os filhos de Israel, de homens e de animais; porque meu é. (Êxodo 13. 1-2)  

As tuas primícias e os teus licores, não retardarás; o primogênito de teus filhos me darás. (Êxodo 22.29) 

Mesmo antes da Lei ser instituída, o primogênito tinha direito a benção de Deus mas nesse dia, Esaú pouco se importou com isso.
Ele vinha do campo (que era o seu trabalho), estava cansado e morto de fome. 
Ao chegar à tenda onde estava Jacó e sentir o cheiro da comida, Esaú não queria saber mais de nada a não ser satisfazer sua fome e por isso implorou pelo prato a Jacó. 

Jacó por sua vez, só queria saber da benção da primogenitura e não perdeu a oportunidade: propôs o acordo da troca da primogenitura pelo prato de lentilhas e Esaú aceitou na hora. 
Na verdade, ele vendeu o seu direito de filho mais velho com juramento e tudo. 
Esaú matou sua fome e sua sede e logo saiu de novo como se nada de importante houvesse acontecido.
A bíblia diz que ele "desprezou assim a sua primogenitura." 

Nesse ponto da história de Jacó nós falamos de prioridades na vida, ou seja, o que é mais importante para você? Mesmo que esteja cansado, com fome ou sono. Do que você tem coragem de abrir mão para ter o seu desejo ou necessidade atendido? 
Jacó mesmo ainda jovem, já sabia o que era mais importante pra ele. 
Por outro lado, Esaú vivia sem ter uma direção definida para sua vida e o que mais importava para ele era o seu desejo do momento. 

Nesse dia, um dia normal na vida de Jacó e Esaú, aconteceu algo que mudou o destino deles para sempre.

Jacó - parte I - aprendizado

O que nós aprendemos com a primeira parte da história de Jacó? 

1 - Desde o ventre de nossa mãe Deus já tem um plano para a nossa vida. 

2 - O nosso comportamento determina as nossas prioridades na vida. Temos "coragem" de abrir mão da benção e salvação do Senhor para satisfazer os nossos desejos carnais? 


Naquele dia e naquele momento Esaú não percebeu tudo o que havia perdido, depois ele viu e chorou, mas já havia perdido a sua benção para sempre. 
Tomemos cuidado com nossas decisões por mais simples e insignificantes que elas nos pareçam porque se vacilarmos, em um dia qualquer, num momento de fraqueza, poderemos assinar o nosso destino que nos fará separar de Deus e de suas bençaos. 

Ainda temos muito o que aprender com Jacó.
Ele não só acertou, também errou mas Deus já conhecia o seu coração e sabia o que era mais importante para ele. 

Aguarde a continuação desta série com a segunda parte de "Jacó".  

"E ninguém seja devasso, ou profano, como Esaú, que por uma refeição vendeu o seu direito de primogenitura.

Porque bem sabeis que, querendo ele ainda depois herdar a bênção, foi rejeitado, porque não achou lugar de arrependimento, ainda que com lágrimas o buscou."
(Hebreus 12. 16-17) 










 

 

 

 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SALMO 91 - LIVRAMENTO

A família de José

A família de Eli