Noé e os dias de hoje

 [ Série Bíblica: Noé ] 
Final: Hoje é a 4ª e última parte da série "Noé". E para fechar, eis uma pergunta: O que Noé e a sua história tem a ver com os dias de hoje? Já se passou tanto tempo, não é mesmo? Mas a resposta é: tem tudo a ver .Tanto é que o próprio Jesus Cristo lembrou e citou Noé, comparando o período pré-dilúvio com a sua volta: 

"E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem.
Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca,
E não o perceberam, até que veio o dilúvio e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem." 

Viu, só? Jesus Cristo já deixou avisado que, tal como aconteceu no tempo de Noé, o mesmo aconteceria em nosso tempo.
Relembrando o início desta série e consultando a Bíblia Sagrada, nós veremos como estava o mundo naquela época.
A maldade do ser humano não havia apenas aumentado mas sim se MULTIPLICADO.
E Deus viu que não haveria melhora - somente piora.
Corrupção geral da humanidade e a terra cheia de violência: 

"E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente.
A terra, porém, estava corrompida diante da face de Deus e encheu-se a terra de violência." 

Alguma semelhança com os dias de hoje? 

Eu penso que está tudo igual. 
Afinal, se Jesus falou que seria igual, então é isso mesmo.
O que mais vemos falar atualmente é sobre a MALDADE das pessoas, não é verdade? 
Maldade, violência, crueldade...
E parece mesmo que não vai melhorar. Porque mudam-se os anos, mudam-se os governos mas só piora. 
Infelizmente é isso. O coração dessas pessoas está voltado para o mal - elas não querem saber de Deus. 



E ainda tem muitas outras pessoas que não querem saber de Deus.
Estão interessadas somente em curtir a vida e experimentar tudo o que é oferecido para satisfazer os seus desejos carnais e mundanos.
Comem, bebem, casam-se, casam novamente e por aí vai... e não se lembram de Deus.
Não observam e nem seguem as leis divinas. Seguem apenas os seus corações.

Quando Jesus disse que as pessoas do tempo de Noé "comiam, bebiam..." ele disse que: faziam tudo isso mas em nenhum momento se preocupavam com a vida espiritual. Em nenhum momento se dispunham a ouvir a palavra de Deus e seguir o exemplo de Noé.
Pois, ainda que quase tudo estivesse corrompido, havia Noé que era diferente. Então, eles sabiam que havia um OUTRO MODO de se viver

Com certeza aquele povo era também materialista - só pensavam nas coisas terrenas (casa, comida, bebida, casamento, festas...). Tudo isso também não é pecado desde que seja de acordo com a palavra de Deus. Por exemplo: Casamento não é brincadeira. Casamento tem que ser para a vida toda. 

Alguma semelhança com os dias de hoje? 
Tudo igual, não é? 
A maior parte da humanidade está mais preocupada em ganhar dinheiro, ficar rico, casar quantas vezes quiser, viver na boêmia e luxúria, beber - beber, se entregar aos mais diversos prazeres da carne... (seja homem ou mulher, jovem ou não).
Mas tudo o que passa dos limites não agrada a Deus. Por exemplo: um homem ter várias mulheres ou vice-versa. Prostituição e impureza sexual é pecado.
Casar várias vezes é pecado. Praticar ou apoiar violência de qualquer tipo é pecado também. Roubar e explorar as pessoas idem. 

Tudo isso já aconteceu uma vez aqui na terra, há muito, muito tempo.
E está acontecendo novamente.
Mas segundo a bíblia, isso teve e vai ter um fim.

1ª vez: durou "até ao dia em que Noé entrou na arca..."
2ª vez: vai durar até "assim será também a vinda do Filho do homem." (quando Jesus Cristo voltar)

Está vendo? Tudo tem um fim.
Como Deus viu que realmente não haveria arrependimento, ele ordenou a Noé que fizesse a arca para que ele e sua família fossem salvos.
Deus estava tão descontente com tanta coisa ruim acontecendo no mundo que ele resolveu destruir tudo.
Pois, Ele não criou o ser humano para viver assim: sem lei, sem ordem. Vivendo como se não houvesse um Senhor.
Por isso, a mesma coisa vai acontecer novamente. (não será mais o dilúvio - e sim o fogo).

O povo do tempo de Noé estava tão focado em "curtir a vida" que não viram Noé entrar na arca - quer dizer - não se atentaram para a seriedade da situação.  
Em nenhum momento deram ouvidos à palavra de Deus. Não acreditaram que haveria um julgamento. 

"E não o perceberam, até que veio o dilúvio e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem." 

Como aconteceu com eles, o mesmo vai acontecer com quem, nos dias de hoje, não se voltar para Deus.
Jesus nos alertou. E ele irá voltar. Na palavra DELE nós podemos confiar.
O que temos que fazer então? 
Entregar a nossa vida a ele e viver segundo a Sua vontade.
Não fazer coisas que desagradam o Espírito Santo. 

Podemos e devemos viver aproveitando a vida e o melhor que ela nos oferece mas sem ultrapassar os limites divinos.  
Foi o que Noé fez. Ele viveu muito bem, teve família, não lhe faltou nada. Mas ele sabia que havia um Criador e um Senhor a quem prestar contas e por isso lhe honrou. 

O juízo de Deus naquele tempo foi o dilúvio. Para quem não for salvo por Jesus, haverá um duro juízo também. Doloroso e ETERNO.

E que dia Jesus vai voltar? 

"Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai.
VIGIAI, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor."  

Conhecendo a História e sabendo que a palavra de Deus NUNCA falha, é melhor seguir o exemplo de Noé.
Porque: 

"... o mundo passa e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre." 
( I João 2.17)

Outros textos bíblicos citados: 
Mateus 24
Gênesis 6

Série completa: 

Noé - antes do dilúvio 

Noé - o dilúvio

Noé - o pacto de Deus 



Comentários