A família de Eli

[Série Bíblica: Família] Hoje na série Família, vou falar de outra família citada na Bíblia, a família de Eli. Como já foi falado aqui, nenhuma família é perfeita e a bíblia nunca omitiu os erros e pecados de ninguém, não importando de quem fosse, pois Deus condena a hipocrisia. E na família do sacerdote Eli ocorreram coisas desastrosas. Pior ainda, que Eli e os seus filhos eram sacerdotes na casa de Deus. Imagine.
E vamos ver aqui hoje o que houve de tão errado e aprender com essa família sobre O QUE NÃO FAZER. 

Eli, o sacerdote 

Naquele tempo em Israel ainda não havia rei e Eli, o sacerdote, era quem julgava o povo. 
Eli já estava velho mas ele continuava fazendo o seu trabalho na casa de Deus.
Por ali também já estava um jovem que servia ao Senhor, perante o sacerdote Eli. Era Samuel, o menino que tinha sido consagrado a Deus por sua mãe Ana.
E Eli tinha dois filhos que se chamavam Hofni e Finéias e eles também eram sacerdotes. 
Mas coisas horríveis começaram a acontecer...
Tinha gente ali que não temia mais o Senhor... 

Os pecados dos filhos de Eli 

Eles, os filhos de Eli, como sacerdotes na casa de Deus, estavam se apropriando do que era do SENHOR, pois, quando o povo ia oferecer sacrifícios ao Deus de Israel, eles tomavam da carne e da gordura para si, desprezando assim a oferta do Senhor: 
"Era, pois, muito grande o pecado destes moços perante o Senhor, porquanto os homens desprezavam a oferta do Senhor." 
Isso já era muito grave mas tinha mais: Hofni e Finéias se prostituíam com mulheres na casa de Deus. Ocorria, portanto, uma profanação.
E o povo foi percebendo o que eles faziam e começaram a comentar. A má fama deles se espalhou mas eles continuaram pecando. 

E o velho pai Eli? Será que ele sabia o que os filhos estavam fazendo? E o que será que ele achava de tudo isso? 

"Era, porém, Eli já muito velho e ouvia tudo quanto seus filhos faziam a todo o Israel, e de como se deitavam com as mulheres que em bandos se ajuntavam à porta da tenda da congregação."  
Vemos aí que o sacerdote Eli ficou sabendo de tudo. 
E um dia, chamou os seus filhos e lhes falou brandamente: 

"Por que fazeis tais coisas? Pois ouço de todo este povo os vossos malefícios.

Não, filhos meus, porque não é boa esta fama que ouço; fazeis transgredir o povo do Senhor. 

Pecando homem contra homem, os juízes o julgarão; pecando, porém, o homem contra o Senhor, quem rogará por ele?"

Mas mesmo o pai os alertando, não adiantou, pois:

"Mas não ouviram a voz de seu pai, porque o Senhor os queria matar." 

 Os pecados dos filhos de Eli eram tão abomináveis e eles chegaram num ponto sem volta que nada adiantava mais: o juízo divino seria executado. 
Porque com Deus NINGUÉM BRINCA. 

Profecia contra a família de Eli

Deus enviou o seu profeta até Eli e lhe anunciou duras palavras: 
"Assim diz o Senhor: Não me manifestei, na verdade, à casa de teu pai, estando eles ainda no Egito, na casa de Faraó? 

E eu o escolhi dentre todas as tribos de Israel por sacerdote, para oferecer sobre o meu altar...

Por que pisastes o meu sacrifício e a minha oferta de manjares, que ordenei na minha morada, e honras a teus filhos mais do que a mim, para vos engordardes do principal de todas as ofertas do meu povo de Israel?"
O erro de Eli: deixar os seus filhos chegarem naquele ponto e permitir que fizessem tais coisas na casa de Deus. 
A sentença divina para a casa de Eli não ficou barata:  
"Portanto, diz o Senhor Deus de Israel: Na verdade tinha falado eu que a tua casa e a casa de teu pai andariam diante de mim perpetuamente; porém  agora diz o Senhor: Longe de mim tal coisa, porque aos que me honram honrarei, porém os que me desprezam serão aviltados."
 A família de Eli não poderia contar mais com a benção do Senhor em suas vidas. Perderiam toda a honra e o valor...
Mas ainda não acabou: 
"Eis que vêm dias em que cortarei o teu braço e o braço da casa de teu pai, para que não haja mais velho algum em tua casa.   

         ... e toda a multidão da tua casa morrerá quando chegar à idade varonil. 

         E isto te será por sinal, a saber: o que acontecerá a teus dois filhos, a Hofni e a Finéias; ambos morrerão no mesmo dia." 

O juízo divino já estava decretado: morte para os filhos de Eli e toda uma família condenada à miséria e ao desprezo.
Quem determinou isso foi o próprio Senhor.  

arte/blog 

Samuel e Deus

Enquanto isso, o jovem Samuel continuava agradando ao Senhor e sendo bem visto pelas pessoas.
Isso também nos mostra que: para agradar a Deus não importa a idade: uma criança, um jovem, pode servir a Deus com excelência. E a pessoa ter uma idade avançada não é desculpa para não honrar ao Senhor. 

Um dia, Deus falou com Samuel e lhe avisou também sobre a casa de Eli: 
"E disse o Senhor a Samuel: Eis que vou fazer uma coisa em Israel, a qual todo o povo o que ouvir lhe tinirão ambos os ouvidos. 

Naquele mesmo dia suscitarei contra Eli tudo quanto tenho falado contra a sua casa, começarei e acabarei. 

Porque eu já lhe fiz saber que julgarei a sua casa para sempre, pela iniquidade que ele bem conhecia, porque, fazendo-se os seus filhos execráveis, não os repreendeu.

Portanto, jurei à casa de Eli que nunca jamais será expiada a sua iniquidade, nem com sacrifício, nem com oferta de manjares." 

Aí vemos mais uma vez qual foi o MAIOR ERRO DE ELI: não repreender os seus filhos, mesmo sabendo e vendo tudo o que eles faziam (e não era pouco). 
Deus, por sua vez, não deixou por menos e cobrou um preço ALTO. 

O juízo de Deus 

Os inimigos de Israel vieram: os filisteus lutaram contra o povo de Deus e VENCERAM.
Pois, quando há DESORDEM NA CASA, Deus não pode agir. 
Israel ainda tentou reverter a situação trazendo a arca da aliança do Senhor para o seu arraial, achando que assim, teriam a ajuda divina mas tudo ficou pior.
Quem estava ali com a arca? Hofni e Finéias, os filhos de Eli.
Foi quando os filisteus se dispuseram a pelejar ainda mais contra Israel e a derrota do povo de Deus foi grande.
Além de vencerem, os filisteus levaram para a sua terra a arca santa do Senhor.

Hofni e Finéias foram mortos. 

A matança foi muito grande e o estrago estava feito: Israel foi vencido pelo seu grande inimigo e ainda perdeu algo muito valioso e sagrado: a arca de seu Deus. 

Um homem da tribo de Benjamim saiu da batalha correndo com suas vestes rasgadas e terra sobre a cabeça, tamanha a sua desolação por toda a tragédia que havia ocorrido, e foi a Siló, onde estava o sacerdote Eli e lhe deu a notícia de tudo.
Eli já muito idoso e não enxergando mais, ao saber que a arca de Deus havia sido levada e que seus dois filhos queridos morreram, se desequilibrou e caiu da cadeira para trás quebrando assim o pescoço e morrendo. 
Sua nora, a mulher de Finéias, que estava gestante e próxima do parto, ao saber de toda a desgraça e que seu marido e sogro haviam morrido, acabou falecendo também ao dar à luz.
"De Israel se foi a glória! Porque a arca de Deus foi tomada." 

A lição da família de Eli

Certamente o que nós podemos aprender com essa família, como eu disse no início desta postagem, é sobre o que não fazer, não é mesmo? 
O pai e os filhos erraram, e depois, não houve mais conserto.
Estavam eles na casa de Deus, ministrando como sacerdotes do Senhor, portanto tinham um cargo muito sublime e de grande responsabilidade. Pois, naquele tempo eram os sacerdotes que faziam a intermediação entre Deus e o povo. Eles recebiam os sacrifícios das pessoas que eram ofertas sagradas a Deus e tinham que seguir TODAS AS REGRAS impostas pela lei.
Mas os filhos de Eli resolveram TRANSGREDIR A LEI DO SENHOR DOS EXÉRCITOS, tocando naquilo que não era para tocar.
E como se não bastasse fazerem isso, Hofni e Finéias começaram a se PROSTITUIR em lugar santo, profanando a casa de Deus.

Imagine como isso É SÉRIO.

E imagine ainda que DEUS NÃO É BRINCADEIRA.
Deus é SANTO. E ele cobra os pecados de qualquer um, quanto mais os pecados de quem deveria ser o exemplo.
Os filhos de Eli além de pecarem, ainda fizeram o povo pecar e seu pai Eli não os repreendeu. Ele foi deixando, foi deixando, até que chegou num ponto em que mesmo falando, já não adiantava mais, pois Deus já tinha determinado o seu juízo.

Se você serve a Deus e está na igreja, se tem um cargo no ministério do Senhor, FAÇA TUDO COMO A BÍBLIA DIZ. Não comece a fazer as coisas do seu jeito. Não toque e não contamine o que é SAGRADO. Não leve para a casa do Senhor a imundícia.

Se você é pai ou é mãe, veja como os seus filhos estão agindo. Ensine-os e os repreenda se houver necessidade e não deixe para orientar quando já for tarde demais.   
Se você for filho ou filha, não é porque você é JOVEM e tenha um chamado para a obra de Deus, que lhe seja permitido se prostituir ou tocar nas "ofertas do Senhor", transgredir a lei divina de alguma forma, e com isso, fazer os outros pecarem também. 

Lembre-se da família de Eli: DEUS COBRA E COBRA CARO.
E o juízo divino pode custar não somente a vida mas todo o futuro de uma família.  

Se está na Bíblia é porque ficou para nossa lição: 

Eli mesmo sendo já avançado na idade pagou um alto preço por ter "relaxado" no serviço da casa de Deus e ter permitido os seus filhos cometerem loucuras.
Eli era já velho e os seus filhos jovens. Isso nos mostra que a idade não é desculpa para ninguém deixar de temer o Senhor.
Não importa o cargo que você ocupe e nem quem seja teu pai: se você errar, Deus vai te cobrar. Profanar o que é sagrado é loucura. Que nunca venhamos cometer tal ato.

Texto bíblico: 
 I SAMUEL capítulos 2, 3 e 4. 

Obrigada por estar aqui.
Se você achar que alguém precisa ler esta mensagem, compartilhe. 

DEUS É FIEL em nossas vidas. E ele fala com todos nós.

Amanhã trago a última parte desta série abordando outra família bíblica.
Até lá.

Links dos outros posts da série bíblica "Família" -  clique para ler: 








 

 

 

 

 

 

 

 

 





 

 

 


 

 

 

 

 



 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SALMO 46 - A Fé Perfeita em Deus

Salmo 6 - " Davi recorre à misericórdia de Deus e alcança perdão "

SALMO 91 - LIVRAMENTO