Reis da Bíblia: Asa

[Série Bíblica: Reis da Bíblia] Hoje começa a nova série do blog, Reis da Bíblia, onde vou falar sobre 4 reis. Hoje veremos a história do rei Asa com aplicação espiritual para a nossa vida.
Conto com você aqui para aprendermos mais sobre a palavra de Deus. 
As postagens serão hoje [terça], quinta, sábado e domingo. 
Leia e indique para que mais pessoas sejam edificadas. Não é em todo lugar que encontramos a verdade explicada da Bíblia.

Bora lá. 







REI  A S A 


Asa foi rei de Judá. Nesse período Israel já havia sido dividido em dois reinos: do norte (Israel) e do sul (Judá). 
O reinado de Asa ficou marcado pela sua dedicação ao Senhor e por um desvio no final. 
A maior parte de seu reinado, Asa se preocupou em agradar a Deus e prestar culto e adoração somente a Ele e levou o povo a fazer o mesmo. 
Vamos ver como tudo começou: 

"... Em seu lugar reinou Asa, seu filho...
E Asa fez o que era bom e reto aos olhos do Senhor seu Deus. 
Porque tirou os altares dos deuses estranhos, quebrou as estátuas e cortou os bosques.
E mandou a Judá que buscasse ao Senhor Deus de seus pais e que observasse a lei e o mandamento.
Também tirou de todas as cidades de Judá os altos e as imagens; sob ele o reino esteve em paz." 

O rei Asa estava comprometido, desde o início, em servir ao Senhor.
Ainda que os outros reis continuassem na idolatria, ele preferiu fazer diferente e partiu para a ação.
Pois, para mostrarmos a nossa verdadeira adoração a Deus, não é somente de boca e palavras. É necessário comprovar isso em ações e atitudes.
E foi o que o rei Asa fez. 

A Bíblia diz mais: 

"E Asa fez o que era reto aos olhos do Senhor, como Davi, seu pai,
porque tirou da terra os rapazes escandalosos, e tirou todos os ídolos que seus pais fizeram," 

Asa não tolerou nem mesmo a idolatria de sua mãe: 

"e até a Maaca, sua mãe, removeu para que não fosse rainha, porquanto tinha feito um horrível ídolo a Aserá; também Asa desfez o seu ídolo horrível e o queimou junto ao ribeiro de Cedrom." 
(I Reis 15. 13) 

Pela sua fidelidade a Deus, Asa recebeu paz e descanso: 

"E edificou cidades fortificadas em Judá; porque a terra estava quieta e não havia guerra contra ele naqueles anos; porquanto o Senhor lhe dera repouso." 

Deseja ter paz e descanso? 
Adore somente a Deus e não preserve ídolos e o mal em tua casa. 

O rei Asa também contava com um grande e forte exército para lhe ajudar: 

"Tinha Asa um exército de trezentos mil de Judá, que traziam escudo longo e lança; também duzentos e oitenta mil de Benjamim, que traziam escudo e atiravam com arco; todos estes eram homens valentes." 

Mas de nada adiantaria ter todos esses homens ao seu lado se o Senhor não estivesse com ele. 
Sabe por que? 
Há momentos de paz mas também há momentos de "tempestade" em que o inimigo vem lutar contra nós e ai de nós se não confiarmos em Deus.
Olha o que aconteceu com Asa: 

"E Zerá, o etíope, saiu contra eles, com um exército de um milhão e com trezentos carros...
Então Asa saiu contra ele para a batalha no vale de Zefatá, junto a Maressa.

E Asa clamou ao Senhor seu Deus e disse: Senhor, nada para ti é ajudar, quer o poderoso quer o de nenhuma força; ajuda-nos, pois, Senhor nosso Deus, porque em ti confiamos e no teu nome viemos contra esta multidão." 

E você, nas "batalhas" da vida, tem clamado ao Senhor? 
Ou tem acreditado apenas na sua própria força? 

Deus responde os seus servos: 

"E o Senhor feriu os etíopes diante de Asa e diante de Judá e os etíopes fugiram.
Então Asa e o povo que estava com ele, os perseguiram até Gerar, e caíram tantos dos etíopes, que já não havia neles resistência alguma; porque foram destruídos diante do Senhor e diante do seu exército e levaram dali mui grande despojo." 

Clame a Deus, vá a "luta" e Ele lhe dará vitória sobre seus inimigos. 
Lembrando que hoje não travamos uma guerra física mas sim uma guerra espiritual.

Depois disso, da vitória na guerra, o rei Asa recebeu uma mensagem do Senhor: 

"ENTÃO VEIO o Espírito de Deus sobre Azarias, filho de Obede.
E saiu ao encontro de Asa e disse-lhe: Ouvi-me, Asa, todo o Judá e Benjamim: O Senhor está convosco, enquanto vós estais com ele; se o buscardes, o achareis; porém, se o deixardes, vos deixará." 

Esta também é a palavra do Senhor para nós.
Não podemos contar com a ajuda divina se não estamos no caminho certo. 

Ao ouvir a Palavra, Asa renovou a sua aliança com Deus: 

"Ouvindo, pois, Asa estas palavras e a profecia do profeta, tomou ânimo e tirou as abominações de toda a terra, (...) e renovou o altar do Senhor...
E no mesmo dia ofereceram sacrifícios ao Senhor...

E entraram na aliança para buscarem o Senhor Deus de seus pais, com todo o seu coração e com toda a sua alma; 
E juraram ao Senhor, em alta voz, com júbilo e com trombetas e buzinas.
E todo o Judá se alegrou deste juramento; porque de todo o seu coração juraram e de toda a sua vontade o buscaram e o acharam; e o Senhor lhes deu repouso ao redor." 

Depois de recebermos algo de Deus, é o momento de renovar a aliança.
Não é momento de se esquecer do que Deus fez.
Em todos os momentos, bons e ruins, precisamos estar com o Senhor ao nosso lado.
E toda a nossa adoração e louvor precisa ser somente para Ele. 

"Os altos, porém, não foram tirados de Israel; contudo o coração de Asa foi perfeito todos os seus dias.
E trouxe, à casa de Deus, as coisas consagradas por seu pai e as coisas que ele mesmo tinha consagrado: prata, ouro e vasos.
E não houve guerra até ao ano trigésimo-quinto do reinado de Asa." 

O que nós temos entregado para Deus? 
Temos entregado para Ele o nosso coração, a nossa adoração e nosso sacrifício de louvor e ofertas? 

O rei Asa teve vitórias, paz e prosperidade em seu reinado. 
Sabe por que? 
Você se lembra do começo desta história? De como tudo começou? 
Do comprometimento de Asa para com Deus, sua intolerância à idolatria? 
Pois bem. Com isso, Asa não foi abandonado por Deus. Pelo contrário, ele foi recompensado por sua fidelidade ao Senhor, teve vitórias e honra. 

O erro de Asa 

"NO TRIGÉSIMO-SEXTO ano do reinado de Asa, Baasa, rei de Israel [reino do Norte], subiu contra Judá [reino do Sul] e edificou a Ramá, para não deixar ninguém sair, nem chegar a Asa, rei de Judá.

Então Asa tirou a prata e o ouro dos tesouros da casa do Senhor e da casa do rei e enviou servos a Ben-Hadade, rei da Síria [outro país], que habitava em Damasco, dizendo: 

Acordo há entre mim e ti, como houve entre meu pai e o teu; eis que te envio prata e ouro; vai, pois, e anula o teu acordo com Baasa, rei de Israel, para que se retire de sobre mim.

E Ben-Hadade deu ouvidos ao rei Asa e enviou os capitães dos seus exércitos, contra as cidades de Israel...
E sucedeu que, ouvindo-o Baasa, deixou de edificar a Ramá e não continuou a sua obra." 

Dessa vez, ao vir o inimigo contra ele, Asa não se lembrou de buscar a Deus.
Antes, preferiu recorrer ao homem. No caso, enviou presentes, tirados da casa do Senhor, e deu-os a um rei de uma nação estrangeira, algo que Deus não permitia: fazer aliança/acordo com povos pagãos.
E desta vez, a repreensão divina não demorou a chegar: 

"Naquele mesmo tempo veio Hanani; o vidente, a Asa, rei de Judá e disse-lhe: Porquanto confiaste no rei da Síria e não confiaste no Senhor teu Deus, por isso o exército do rei da Síria escapou da tua mão.

Porventura não foram os etíopes e os líbios um grande exército, com muitíssimos carros e cavaleiros? Confiando tu, porém, no Senhor, ele os entregou nas tuas mãos. 

Porque, quanto ao Senhor, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é perfeito para com ele; nisto, pois, procedeste loucamente porque desde agora haverá guerras contra ti." 

Foi nesse momento que acabou a paz para o rei Asa. 
Ele se aliou a um estranho em vez de pedir a ajuda de Deus. 
E nós, a quem temos recorrido? Em quem ou no quê temos colocado nossa confiança? 
Será que temos valorizado mais a quem não serve ao Senhor e deixado de lado a Sua Palavra? 
Loucura é esquecer-se do Senhor. 
Agora Asa não poderia mais contar com o Deus que o havia ajudado a vencer grandes inimigos. 

Em vez de se arrepender do seu erro e de se humilhar para Deus, o rei Asa se revoltou e errou ainda mais: 

"Porém Asa se indignou contra o vidente e lançou-o na casa do tronco; porque estava enfurecido contra ele, por causa disto; também Asa, no mesmo tempo, oprimiu a alguns do povo." 

Infelizmente, Asa já não era mais o mesmo. 

O fim de Asa 


"E, no ano trinta e nove do seu reinado, Asa caiu doente de seus pés, a sua doença era em extremo grave; contudo, na sua enfermidade, não buscou ao Senhor, mas antes os médicos. 
E Asa dormiu com seus pais e morreu no ano quarenta e um do seu reinado." 

O fim da vida do rei Asa não foi bom. 
Veio a enfermidade e o seu maior erro foi o de não se voltar para Deus. 
Mesmo sofrendo com uma grave doença e sabendo do poder de Deus, Asa não quis mais buscar a ajuda divina.
Ele recorreu à medicina e não adiantou nada. 
Asa morreu doente, sem fé e abandonado por Deus.

O que aprendemos com o rei Asa? 

Não adianta começar bem, viver a maior parte da vida fazendo o que é correto, mas no fim, se desviar do caminho. 
Asa foi um bom rei de Judá. Fez muita coisa que agradou a Deus.
Conquistou grandes vitórias e o apoio de todo o povo. 
Mas, no fim, nos últimos anos de seu reinado, ele deixou de confiar em Deus e não deu mais ouvidos à Sua Palavra. 
Com isso, o Senhor não pôde mais ajudá-lo. 
Ele ainda teve tempo para se reconciliar mas não quis. 
E o Senhor honra a Sua Palavra.
Lembra quando Ele disse para Asa: 

"O Senhor está convosco, enquanto vós estais com ele; se o buscardes, o achareis; porém, se o deixardes, vos deixará." 

O que também aprendemos é: 
Não sabemos o que virá pela frente.
Pode tudo estar em paz agora, porém, a qualquer momento, pode surgir um problema, vir algo contra nós. 
Foi assim com Asa quando veio contra ele o rei Baasa de Israel. 
E o seu erro já sabemos qual foi.

Outra lição: 
Não podemos saber como será o nosso fim. 
A verdade é que sempre iremos precisar de Deus. 
Asa foi acometido por uma doença terrível e achou que os médicos poderiam salvá-lo. 
Deus permite certas coisas em nossa vida para ver se se voltamos para Ele. 
O Senhor nos dá tempo e oportunidade, mas a decisão é nossa. 

E Asa preferiu morrer sem Deus. 

"E eis que os atos de Asa, tanto os primeiros, como os últimos, estão escritos no livro dos reis de Judá e Israel."

"Quanto ao mais de todos os atos de Asa, e a todo o seu poder, e a tudo quanto fez, e às cidades que edificou, porventura, não está tudo escrito no Livro das Crônicas dos Reis de Judá?"
(I Reis 15.23) 

"E o sepulturam no seu sepulcro, que tinha cavado para si na cidade de Davi, havendo-o deitado na cama, que se enchera de perfumes e especiarias preparadas segundo a arte dos perfumistas; destas coisas, fizeram-lhe uma grande queima." 

Texto-base: II Crônicas capítulos 14,15 e16.

A série bíblica "Reis da Bíblia" continua na próxima quinta-feira com a história de outro rei.
Aguardo você aqui. 
Obrigada e até lá. 

Você sabia que já teve post neste blog sobre o rei Asa? Na verdade, um recorte de sua história. Clique no link abaixo para ler: