Reis da Bíblia: Herodes

[Série Bíblica: Reis da Bíblia] Para terminar a série "Reis da Bíblia", hoje eu vou falar sobre o rei Herodes. A Bíblia cita vários Herodes e o desta série é Herodes Agripa I

Herodes - Agripa I 


"E POR aquele mesmo tempo o rei Herodes estendeu as mãos sobre alguns da igreja, para os maltratar;   
E matou à espada Tiago, irmão de João.
E, vendo que isso agradara aos judeus, continuou mandando prender também a Pedro. (...) 
E, havendo-o prendido, o encerrou na prisão, (...)

E num dia designado, vestindo Herodes as vestes reais, estava assentado no tribunal e lhes fez um discurso.
E o povo exclamava: Voz de Deus e não de homem. 
E no mesmo instante feriu-o o anjo do Senhor, porque não deu glória a Deus e, comido de bichos, expirou." 
(Atos 12. 1 ao 4 e 21 ao 23) 

Esse Herodes era neto de Herodes, o Grande, que foi um rei terrível e sanguinário (aquele que tentou matar o bebê Jesus e não conseguindo, ordenou a morte dos inocentes com menos de dois anos de idade além de outras atrocidades até mesmo com membros de sua própria família). 

Herodes Agripa I era filho de Aristóbolo (não citado na Bíblia). 

Herodes e seus descendentes não temiam a Deus. Muito pelo contrário. Promoveram perseguição e morte aos servos de Deus, como por exemplo, o Herodes Antipas que prendeu e mandou degolar João Batista e ainda queria matar Jesus. 
Uma família que tinha sede pelo poder e também não hesitava em derramar sangue. 

Século I - tempo da Igreja Primitiva e os cristãos estavam ativamente anunciando o evangelho e a obra de Deus crescia.
Mas a medida que o nome de Jesus se espalhava, a perseguição aumentava. 
E quem comete impiedade, nunca vai aceitar isso. 
Herodes Agripa I, rei da Judeia, demonstrou todo o seu incômodo e aversão pelo Cristianismo e logo começou a ferir os cristãos. 
Prendeu, maltratou vários deles e matou o apóstolo Tiago (que tinha sido discípulo de Jesus). Tiago foi o primeiro amigo do Mestre a ser martirizado e isso ocorreu por volta do ano 44 d.C. 

Nunca duvidemos que a fúria do diabo contra os servos de Deus é muito grande. 
E ele sempre fará de tudo para parar a obra do Senhor. 

Os judeus, que não aceitavam que Jesus era o Cristo, apoiavam e faziam parte dessa cruel perseguição e Herodes resolveu prender Pedro também, com o intuito de o matar. 
Mas dessa vez Deus enviou o seu anjo para tirar Pedro da prisão. 

Herodes Agripa I não se arrependia de seus atos e não se humilhava para Deus. 

Um dia, em uma solenidade real, ele estava vestido como rei e fez um discurso para o povo. 
Ao ouvi-lo, as pessoas ficaram maravilhadas e começaram a louvá-lo. 
Herodes em seu coração recebia aquela adoração como se ele fosse mesmo Deus. 
Afinal, ele se achava Deus e nunca adorou ao único Deus verdadeiro. 

Mas o Rei eterno e Rei dos reis o contemplava e naquele mesmo momento desceu com o julgamento.  
O anjo do Senhor o feriu ali mesmo e ele morreu comido por vermes por não ter dado glória a Deus. 
Veja que coisa séria.
O homem ímpio vai somente até onde o Senhor permite. 
Aquele homem que por estar no poder se achava no direito de oprimir e exterminar quem ele não gostasse, teve que enfrentar o terror de Deus em sua vida.
A sua arrogância não lhe permitia glorificar ao Rei do Universo então esse mesmo orgulho foi a causa do seu castigo e destruição. 

Sabe por que? 

Não importa a posição que você ocupe ou esteja. 
E não importa o quão bom você seja nisso. 
A glória deve ser para Deus, pois somente Ele é o dono da vida e de toda riqueza e glória. 

Herodes Agripa I era inimigo dos cristãos mal sabendo ele que se tornara inimigo do próprio Deus. 
Persegue aqui, mata ali, mas um dia a cobrança divina chega.  
E ai dos que tocam nos servos do Senhor.
E não dão a devida glória a Deus. 

Porque acima de todo e qualquer reino, maior do que qualquer rei, é o Senhor Deus.
Glória seja dada ao Seu Santo Nome.
Este Deus que é fiel e honra a sua palavra. 





Conclusão da série 

A série "Reis da Bíblia" termina aqui e agora eu faço a conclusão sobre o aprendizado que tivemos ao ler a história desses 4 reis
Em primeiro lugar e eu já adianto a principal lição que tirei: Deus não é brincadeira

Eu falei aqui de quatro reis sendo que três deles faziam parte do povo eleito e foram reis de Judá. 
Asa, Josafá e Josias foram reis que acertaram e fizeram boas coisas pela obra de Deus. 
Eles adoravam somente ao Senhor e portanto aboliram a idolatria de Judá e combateram as abominações pagãs. 
Fizeram reparos no templo, renovaram a aliança e levaram todo o povo a se voltar para o Senhor.
E por isso, foram grandemente abençoados e honrados, pois nosso Deus é fiel. 

Todavia, chegou um momento de suas vidas em que eles cometeram erros e esses erros não passaram "batidos" pelo Senhor. Antes, sofreram a devida correção. 

O rei Asa, depois de obter grandes vitórias, resolveu fazer um acordo com o rei da Síria dando-lhe presentes que foram tirados do templo e isso não agradou a Deus.
Asa recebeu a repreensão divina por meio de um profeta e ainda assim, não se arrependeu. 
Ao ficar doente com gravidade não buscou a ajuda divina e morreu longe do Senhor. 

O rei Josafá que também foi um grande rei, fez aliança com Acabe e foi admoestado por se envolver com um homem ímpio.
Depois ainda, se juntou com Acazias, outro rei mau, e fizeram navios para irem a Társis.
Mas o projeto não foi adiante porque Deus não se agradou. 

E o rei Josias que promoveu a reforma do templo e celebrou a Páscoa sendo um rei sem igual, entrou numa guerra que não era para ele e mesmo Deus lhe falando pela boca do rei Neco do Egito, Josias não se importou e foi para a batalha, perdendo a sua vida naquele local. 

O que aprendemos com essas histórias? 

Que o Senhor não muda e sempre vai honrar a Sua palavra, seja para o bem ou seja para o mal. 
Com Deus não se brinca.
Não podemos obedecer hoje e amanhã fazer o que é errado achando que vai ficar tudo bem.
Se desobedecermos à vontade divina, não vai ficar tudo bem. 
Ainda que tenhamos praticado a justiça e adorado somente ao Senhor a maior parte de nossa vida, se no final nos desviarmos do caminho, sofreremos as consequências. 
Deus não poupa ninguém de seu julgamento e nem mesmo os reis. 

O rei Herodes Agripa I não servia a Deus e vinha de uma família com histórico de violência e crueldade além da ganância pelo poder. 
Como rei que era, ele devia se achar imune a qualquer julgamento.
E como ele não considerava Deus o Senhor, nunca lhe deu a devida glória. 
Mas um dia o julgamento divino chegou até ele e de forma assustadora. 
Herodes morreu comido por bichos, pois foi tocado pelo próprio Senhor. 
NINGUÉM zomba de Deus.

Portanto, a grande lição que tiramos desta série é: 

Seja você rei ou não, não importa quem você seja. 
Adore somente a Deus, faça ou renove a sua aliança com Ele.
Adoração não é somente de boca mas também envolve ação: tire os ídolos e abominações de sua vida, descarte tudo aquilo que tome o lugar de Deus.
E honre a palavra do Senhor. Se Ele falar para ir, você vai. Mas se ele não falar nada, continue na posição que ele te colocou. 
Deus não é brincadeira e tem muita gente brincando com a Sua palavra, brincando com o Seu nome.
A mensagem é: assim como Ele cobrou e julgou no passado, Ele faz o mesmo no presente. 
A igreja deve renovar a aliança com o Senhor e adorar somente a Ele.
A glória é para DEUS.
A glória é de Deus e não do homem.
Recado dado.

DEUS NÃO É BRINCADEIRA. 

Se não houver arrependimento, Deus toca: seja na saúde como foi com Asa, seja nos projetos como foi com Josafá ou seja na vida como aconteceu com Josias e Herodes. 


Rei Asa: 

"Porquanto confiaste no rei da Síria e não confiaste no Senhor teu Deus, por isso o exército do rei da Síria escapou da tua mão.
Porventura não foram os etíopes e os líbios um grande exército, com muitíssimos carros e cavaleiros? Confiando tu, porém, no Senhor, ele os entregou nas tuas mãos.
Porque, quanto ao Senhor, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é perfeito para com ele; nisto, pois, procedeste loucamente porque desde agora haverá guerras contra ti."
(II Crônicas 16)

Olha só o que a falta de confiança em Deus faz.
Como Asa deixou de confiar somente no Senhor, foi o começo da queda dele. 

Rei Josafá 

"Devias tu ajudar ao ímpio e amar aqueles que odeiam ao Senhor? Por isso virá sobre ti grande ira da parte do Senhor.
Boas coisas, contudo se acharam em ti; porque tiraste os bosques da terra e preparaste o teu coração para buscar a Deus." 
(II Crônicas 19. 2-3) 

"Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão; pois a peleja não é vossa, mas de Deus.  
Nesta batalha não tereis que pelejar; postai-vos, ficai parados e vede a salvação do Senhor para convosco, ó Judá e Jerusalém. (...) porque o Senhor será convosco.
Então, Josafá se prostrou com o rosto em terra e todo o Judá e os moradores de Jerusalém se lançaram perante o Senhor, adorando-o." 
(II Crônicas 20) 

Deus honra a nossa fé e a nossa fidelidade a ele.
Mas devemos ter cuidado para não tecer acordos com a impiedade. 
Deus é quem luta pelo seu povo. Fiel é o Senhor dos Exércitos.
Adore, adore ao Senhor povo dele. 

Rei Josias 

"Porquanto o teu coração se enterneceu e te humilhaste perante Deus, ouvindo as suas palavras contra este lugar e contra os seus habitantes, e te humilhaste perante mim, também eu teu ouvi, diz o Senhor."
(II Crônicas 34.27) 

Deus tem compromisso com quem tem compromisso com ele.

Rei Herodes Agripa I 

"E no mesmo instante feriu-o o anjo do Senhor, porque não deu glória a Deus..." 
 (Atos 12.23) 

Também os reis devem louvar ao Senhor.

******************************************************

Leia mais nos outros posts da série "Reis da Bíblia"





Obrigada por visitar este blog. 
Até breve...